Sporting x Benfica: Leão busca 3º triunfo e melhor série desde 1994 a 1995
Onze regular de 1995/1996 dos Leões

Sporting x Benfica: Leão busca 3º triunfo e melhor série desde 1994 a 1995

O Sporting joga em casa e parte como favorito para o duelo a eliminar da Taça de Portugal. Caso vençam as águias, os leões celebrarão um feito desportivo não conseguido desde 1995, ano em que bateram o rival pela terceira vez consecutiva.

vavel
VAVEL

O Sporting vive dias de euforia interna e, de facto, a sua condição actual de líder isolado do campeonato não é para menos: confiante, seguro e respaldado pelas sucessivas vitórias na Liga NOS, o Sporting renovado de Jorge Jesus continua a segurar o topo da tabela, ainda que, por vezes, à mercê de muito suor e pontas de sorte à mistura. Os duelos vitoriosos contra o rival Benfica são outro potente elixir que fez disparar a motivação sportinguista.

Em duas partidas, disputadas em contextos diferentes (Supertaça, em campo neutro, primeiro, e depois embate para o campeonato, na Luz), o Sporting parece ter ganhado o vício de bater o rival lisboeta, ainda para mais, sucessivamente. Marcando quatro golos e não concedendo nenhum (no overall), os Leões atingiram, aquando do 0-3 na Luz, um feito que não se realizava desde o ano 2006: bater o Benfica duas vezes seguidas.

Sporting procura trio de tr(i)unfos que não tem na mão desde 1995

Em 2006, o Leão rugiu bem alto, escorraçando a águia com um 1-3 em plena Catedral da Luz; antes, em 2005, havia recebido o Benfica em Alvalade, também numa partida do campeonato nacional, vencendo por 2-1 com um golo do improvável Luís Loureiro e outro do mais que provável «Levezinho» Liédson. Mas, caso bata, no próximo Sábado, o eterno rival encarnado, o Sporting prolongará esse ciclo triunfante, chegando às três vitórias consecutivas sobre o rival.

Ora, essa série não se repete desde o ano de 1995: nesse ano, a 4 de Outubro, disputava-se a temporada 1995/1996, os Leões receberam o rival na sexta jornada do campeonato, batendo a oposição das águias por 2-0, com golos de Pedro Barbosa e do nigeriano Emmanuel Amuneke. Essa foi a terceira vitória que fechou a série, precedendo os triunfos de 30 de Abril de 1995 e de 1 de Dezembro de 1994.

A 30 de Abril de 1995, o Sporting visitou a Luz e consumou o segundo triunfo seguido da série: à passagem da jornada 30, o Leão entrou a ganhar com um bis búlgaro, construído por Krasimir Balakov e Ivaylo Iordanov. Dimas ainda viria a reduzir o «score» mas o triunfo forasteiro não fugiu ao conjunto de Alvalade. Antes, a no primeiro de Dezembro do ano anterior, a série começara: Amuneke, aos 56 minutos, deu a vitória caseira aos Leões durante a jornada 13 da Liga.

Série leonina fora antecedida de «hat-trick» de vitórias do Benfica

Curiosamente, esta série vitoriosa do Sporting precedeu uma igual série de triunfos do Benfica. Aliás, foi uma resposta imediata ao trio de triunfos ininterruptos perpetrado pelas águias - as três vitórias leoninas chegam logo após o épico 3-6 no qual o Benfica embaraçou o mundo do leão, noite de 14 de Maio em que Alvalade viu João Vieira Pinto brilhar intensamente (tirou da cartola um «hat-trick») e Isaías bisar. Decorria a jornada 30 da temporada 1993/1994.

As vitórias encarnadas de 18 de Dezembro de 1993 e 21 de Março de 1993 antecederam o inesquecível 3-6; durante a jornada 13 da época 1993/1994, o Benfica recebeu o rival verde e venceu por 2-1, anulando um golo de Luís Figo com tentos do irascível russo Sergey Yuran e do pontapé-canhão brasileiro Isaías. Antes, na temporada 1992/1993, as águias tinha já iniciado a série, na Luz, com um tento solitário de Paulo Futre à passagem da ronda 25.

VAVEL Logo
CHAT