Sporting mantém liderança: leões batem Moreirense e cimentam o 1º lugar
Leões seguem líderes (Foto: sporting.pt / César Santos)

Sporting mantém liderança: leões batem Moreirense e cimentam o 1º lugar

Na Jornada 13, o Sporting recebeu e venceu o Moreirense por três bolas a uma e mantém-se firme na liderança do campeonato com 35 pontos.

francisco-dias
Francisco Dias

No jogo frente aos cónegos, Jorge Jesus alterou 6 jogadores do 11 inicial e viu a sua equipa derrotar o Moreirense por 3-1. Os leões dominaram durante 75 minutos mas permitiram uma fugaz reacção dos forasteiros nos instantes finais. Para os de Alvalade, Gelson, Aquilani e Slimani mexeram com o marcador e para os cónegos, Rafael Martins fez também o gosto ao pé, fixando o resultado final.

Primeira parte: Gelson e Aquilani rugiram bem alto

Em tarde/noite de Liga NOS em Alvalade, Jorge Jesus promoveu 6 mexidas no 11 com pensamento no jogo da Taça de Portugal diante do Braga. Para a recepção ao Moreirense, Esgaio, Jonathan, Ewerton, Aquilani, Gelson e Teo Gutiérrez entraram para o lugar de João Pereira, Paulo Oliveira, Jefferson, William, João Mário e Montero assinalando uma revolução na equipa base.

Com a bola nos pés, os leões começaram a todo o gás com Bryan Ruíz e Teo a assustarem o guardião de Moreira de Cónegos nos primeiros minutos. O Moreirense registou nesta fase um contra golpe perigoso, mas o Sporting entrou forte com posse de bola segura. Ao minuto 12, Gelson Martins disparou forte mas o esférico saiu à figura do guarda-redes do Moreirense. Na resposta, Luis Carlos visou as redes de Patrício faltando apenas acertar com o alvo.

Perto do minuto 20, Slimani bombardeou, mas o guardião adversário defendeu com segurança. A partir daí, o jogo baixou o ritmo com o Sporting a manter a posse de bola mas sem a velocidade e o critério dos instantes iniciais. Depois das oportunidades falhadas dos de Alvalade nota para o livre que deu origem ao tiro certeiro do Sporting. Mérito para Bryan Ruiz, que, numa jogada de laboratório, serviu a jovem pérola Gelson, que teve a frieza necessária para bater Stefanovic ao minuto 29. O autor do golo ganhou motivação e pouco depois encontrou Slimani na área, que apenas vacilou na hora de cabecear com eficácia. O Moreirense teve em Luis Carlos o homem mais em foco, mas com uma táctica tão defensiva foi uma presa fácil para os defesas leoninos.

A 8 minutos do final do primeiro tempo, Adrien subiu no terreno e assistiu o trinco Aquilani para o designado golo dos médios. O internacional italiano empurrou para o segundo tento ficando o registo para um lance desenhado pelos centro campistas leoninos. Ao intervalo a vantagem de 2-0 para os sportinguistas justifica-se perfeitamente, com relevo para o trabalho técnico-táctico de Aquilani e Adrien, que impulsionou o jogo dinâmico dos de Alvalade com uma posse de bola segura. Na frente, Gelson foi um quebra-cabeças para os cónegos com lances deliciosos de puro talento. O Moreirense tentou partir para alguns contra golpes, mas Luis Carlos foi manifestamente pouco para incomodar Rui Patrício

Segunda parte: Slimani vs. Rafael Martins, protagonismo dos dianteiros

No recomeço, os forasteiros começaram bem e Luis Carlos furou a defesa leonina, encontrando Vítor Gomes, que falhou a emenda à entrada da área. O domínio territorial manteve-se para os sportinguistas, mas a intensidade baixou substancialmente. Os leões entraram no segundo tempo a gerir a vantagem e o Moreirense estendeu o seu jogo, com Luis Carlos a fintar constantemente Jonathan Silva. Com os cónegos mais atrevidos, o Sporting jogou no erro do adversário e ao minuto 56 Slimani ganhou uma grande penalidade. Na conversão, o mesmo Islam Slimani atirou a contar depois de ter falhado no primeiro remate. Com o 3-0, o Moreirense ficou sem reacção deitando por terra o bom inicio da segunda parte. Ainda assim, Battaglia respondeu ao tento do argelino com um tiro potente que obrigou Rui Patrício a aplicar-se entre os postes. Com o pensamento na partida frente ao SC Braga, os verde e brancos geriram os ritmos de jogo sem sofrer pressão do oponente e num contragolpe a 20 minutos do fim, Bryan Ruíz livrou-se da marcação dos cónegos servindo Jonathan que, já na grande área, rematou com violência, obrigando Stefanovic a uma defesa de recurso.

Na área contrária o incansável, Bryan Ruiz ajudou no último reduto evitando o golo quase certo de Rafael Martins. Ao minuto 79, o Moreirense ganhou uma grande penalidade, e, na conversão, Rafael Martins não deu hipótese a Patrício. Pouco depois, o mesmo Rafael Martins surgiu solto na área rematando para uma defesa fantástica do guarda-redes internacional português. O Moreirense renasceu nos instantes finais e pressionou o Sporting de forma intensa, com o canarinho Rafael Martins a causar três calafrios à defesa sportinguista. Até ao final, Slimani poderia ter ampliado a vantagem, mas na hora de bater o guarda-redes, o argelino falhou. Já em tempo de compensação, o Sporting geriu a posse de bola e jogou com o tempo a seu favor, acabando o jogo com o 3-1 que lhe permite respirar de alívio no comando da classificação.

Apesar da vitória leonina, a VAVEL Portugal destaca a atitude positiva do Moreirense nos últimos 15 minutos de jogo, com ênfase para Rafael Martins, que até então tinha passado completamente ao lado da partida. O artilheiro brasileiro, ex-Vitória de Setúbal, marcou a grande penalidade e obrigou ainda Patrício a duas intervenções de altíssima dificuldade. A reacção do Moreirense foi interessante, mas no final dos 95 minutos ganhou a equipa mais compacta, dinâmica e com mais ambição de vencer. Os destaques individuais vão, no lado sportinguista, para Adrien, Bryan Ruiz e Gelson, mas com maior destaque para o costa-riquenho, que esteve incansável a atacar e competente no apoio ao último reduto verde e branco. Para o Moreirense, relevo para o constante Luis Carlos e como não poderia deixar de ser, para Rafael Martins, que ainda assustou os mais de 30 mil adeptos presentes em Alvalade. 

Contas feitas, os pupilos de Jorge Jesus somam agora 35 pontos na liderança do campeonato, com 24 golos marcados e apenas 6 sofridos. O melhor marcador da equipa, Slimani leva já 8 tentos concretizados a 3 do melhor marcador, Jonas. Por sua vez, o Moreirense encontra-se no 14º lugar, com os mesmo 11 pontos com que iniciou esta ronda.

VAVEL Logo
CHAT