Paços de Ferreira x Sporting CP: teste de fogo para o líder felino

Paços de Ferreira x Sporting CP: teste de fogo para o líder felino

A jornada 19 da Liga NOS ditou o desafio entre o Paços de Ferreira e o Sporting CP e para manter a liderança só a vitória interessa aos leões. O apito inicial está marcado para as 20h45 com a cobertura em directo da Vavel Portugal.

francisco-dias
Francisco Dias

Depois do empate registado diante o Tondela, os comandados de Jorge Jesus regressam ao campeonato para enfrentar a solida formação do Paços de Ferreira. Jogar na Capital do Móvel será um desafio para o líder felino, que na primeira volta não foi além de um empate a uma bola no estádio de Alvalade.

Primeira volta: leão empatado pelo erro de João Pereira

A 22 de Agosto o quente ambiente de Alvalade registou uma moldura humana incrível, mas no final dos 90 minutos prevaleceu a igualdade a uma bola. Os sportinguistas começaram a todo gás e à passagem do minuto 41, Carrillo fez balançar a rede inaugurando o marcador. Depois do golo o Sporting relaxou e baixou a intensidade de jogo permitindo ao Paços acreditar que seria possível chegar ao empate. Os comandados de Jorge Simão obrigaram o líder leonino a recuar e foi sem surpresa que, fruto de um erro infantil de João Pereira, os forasteiros beneficiaram de uma grande penalidade. Perto do fim da partida, o lateral internacional português cometeu falta e na conversão do castigo máximo, Pelé bateu Rui Patricio. Reduzido a 10 o Sporting não mais criou perigo e no global, a igualdade foi justa perante um leão que não soube matar o jogo quando beneficiou de oportunidades claras de golo. O Paços foi recompensado pelo esforço e organização saindo de Alvalade com 1 ponto.

Leão sem Patricio procura voltar aos triunfos

Depois do polémico empate frente ao Tondela e da humilhante derrota frente ao Portimonense, Jorge Jesus motivou o líder Sporting para tentar regressar às vitórias. Sem Rui Patricio, o técnico fará alinhar entre os postes o brasileiro Marcelo Boeck. A expulsão de Rui Patricio na ronda anterior assim o obriga neste que poderá muito bem ser o último jogo de Marcelo pelo emblema de Alvalade. No quarteto defensivo, Jorge Jesus deverá optar pela dupla que mais garantias tem dado, apostando em Paulo Oliveira e Naldo. Apesar do desastre de Ewerton frente ao Tondela, os felinos são ainda a defesa menos batida da Liga NOS mas o treinador deve mesmo voltar à dupla base de centrais. Os laterais serão João Pereira e Jefferson que regressam depois de não terem subido ao relvado de Portimão para a Taça da Liga. 

No miolo, o intermitente William fará dupla no centro do terreno com o incansável Adrien. Perante a descida de rendimento de William, o papel de Adrien tem sido fundamental no apoio ao último reduto e às transições de jogo para o ataque. O internacional das quinas tem sido um trunfo incrível na distribuição de jogo da defesa para o ataque acabando por compensar a falta de influência de William nos últimos encontros. 

Na frente ofensiva permanece a dúvida quanto à utilização de Bruno César ou Gelson. Por um lado Bruno César tem mais experiência para jogar num campo tão difícil, mas por outro lado a explosão e o talento de Gelson poderão ser fulcrais para desbloquear a muralha defensiva do Paços que terá de certeza uma táctica organizada ao pormenor para impedir a construção criteriosa da posse de bola leonina. O veloz Gelson pode mesmo ser a única surpresa uma vez que na outra ala João Mario será o escolhido no apoio aos homens mais adiantados, Bryan Ruíz e Slimani. O argelino leva já 14 tiros certeiros na Liga e segue de perto o líder da tabela de golos, Jonas. Para que a bola percorra a defesa da Capital do Móvel será essencial construir jogo no meio sendo fundamental não só Adrien mas também João Mário, que através de movimentos rápidos ilude as marcações dos defesas contrários. Para ultrapassar o bloco do Paços, os laterais serão peças estratégicas no 4-4-2 de Jesus para balancear o jogo pelas alas e no caso de Jefferson principalmente promover situações de possíveis assistências para os dianteiros. O envolvimento de Bryan Ruíz será também relevante, na medida em que se espera as habituais trocas de posição da ala para o meio de forma a criar espaços e a dinamizar a construção ofensiva dos felinos.

O Sporting defende em Paços o posto de líder, sabendo à partida que o Benfica jogará antes frente ao Arouca. Relembre-se que a tabela regista o Sporting na frente da Liga NOS com 45 pontos seguindo-se o Benfica com 43 na segunda posição, facto que aumenta a pressão do leão que terá de mostrar na Capital do Móvel se é ou não capaz de segurar a liderança.

Paços de Ferreira: solidez, organização e ambição

Os castores chegam à jornada 19 com o estatuto de ter sido uma de 4 equipas a tirar pontos ao Sporting encontrando-se em quinto lugar com 29 pontos. Esta notável classificação deve-se ao trabalho técnico-tático de Jorge Simão que imprime ao jogo do Paços uma segurança interessante da posse de bola e uma organização sólida no meio-campo. No miolo, essa organização está ao cargo de Pelé, jogador que pertence ao Benfica e que será uma peça fundamental no xadrez de Jorge Simão para pautar os diferentes ritmos de jogo na partida frente aos sportinguistas.

O Paços a jogar em casa faz a vida complicada aos grandes e terá preparada uma estratégia semelhante à da primeira volta. Ou seja, tentar ao máximo adormecer o ritmo de jogo para surpreender o Sporting no contra-ataque. Para além do forte meio-campo, os castores terão também dois alas velozes que colocarão problemas aos laterais verde e brancos, que assim terão maiores cautelas nas saídas para o ataque. O artilheiro de serviço será Bruno Moreira que até ao momento leva 11 festejos na competitiva e emocionante Liga NOS. 

VAVEL Logo
CHAT