15 minutos dita reviravolta no marcador.
Fonte: zerozero.pt

15 minutos dita reviravolta no marcador.

O Estoril recebeu, esta quarta-feira, o FC Porto para completar a jornada 18º da Liga NOS, que até então estava adiada. O resultado final foi favorável para a equipa visitante, que impôs uma derrota de 3-1.

joao-pedro-cruz
João Pedro Cruz

Num final de tarde na Amoreira, os azuis e brancos, com o mesmo onze que derrotou o Rio Ave na jornada passada, partiu para cima do Estoril desde o início da segunda parte. 

49 minutos de jogo e a primeira oportunidade de golo da segunda parte. Herrera remata, mas uma defesa impressionante de Renan, adia o golo do empate da equipa portista.

E em resposta ao que aconteceu na primeira parte, golo de Eduardo de livre direto, que a equipa azul e branca retribuiu. Precisamente Alex Telles, que ao marcar um livre para dentro de área, estabelece o resultado de 1-1. Soares, estando em posição irregular, faz-se ao lance, no entanto, acaba por não tocar na bola, o que permitiu o golo do lateral esquerdo do Porto. Consultou-se o VAR, mas a decisão manteve-se.

Com um Estoril adormecido em campo, e sem capacidades para anular a intensidade imposta, que os azuis e brancos chegaram ao segundo golo. Marega, num primeiro momento remata à baliza, mas o guarda redes dos “canarinhos” defende e não segura a bola, a mesma sobra para Herrera, que com um remate frouxo entrega a bola a Soares, e este só teve que encostar.

60 minutos de jogo e o FC Porto vencia o Estoril. Chegou a perder e já estava a ganhar.

A equipa da casa não sabia como reagir e os dragões aproveitavam essa instabilidade. Uma má reposição do guarda-redes estorilista para o companheiro Abner, dita numa recuperação de bola da equipa azul e branca. Herrera conduz a bola pelo corredor direito e faz um passe atrasado para a entrada da pequena área, onde Jesús Corona remata, mas novamente uma defesa incompleta, resulta no terceiro golo. Soares bisava ao encostar a bola perdida de Renan. O resultado era de 3-1 que se manteve até final.

A partir daí, o ritmo foi descendo com as alterações feitas por Sérgio Conceição, no entanto, a equipa mantinha a pressão e encostava o adversário à sua baliza. Era um dia não para o Estoril.

Com esta vitória, o FC Porto aumenta a margem na tabela classificativa. 5 pontos é o que o separa de Benfica e Sporting.
O Estoril mantêm os mesmos 21 pontos, apenas 1 acima da linha de água.

VAVEL Logo