Zivkovic: O novo motor da Luz
O sérvio é um dos principais obreiros da boa fase encarnada. // Fonte: Correio da Manhã

Zivkovic: O novo motor da Luz

Com a lesão de Krovinovic e com o insucesso de João Carvalho, emergiu entre o plantel um substituto improvável para o lugar do croata.

renato-gouveia
Renato Gouveia Dias

            Após o jogo frente ao Desportivo de Chaves (20 de janeiro), que contou com a grave lesão de Krovinovic, o Benfica viu-se forçado a procurar uma alternativa dentro do plantel para o seu lugar.

            Rui Vitória tinha à sua disposição algumas hipóteses, como Keaton Parks, Andreas Samaris ou João Carvalho. Este último até chegou a assumir o lugar do croata, mas a verdade é que não mostrou, nem de perto nem de longe, os atributos técnicos e táticos do ex-Rio Ave. Com Keaton Parks a oferecer pouca qualidade à equipa quando chamado e Andreas Samaris a ser preferível numa posição mais recuada, Rui Vitória virou atenções para um extremo que poucos pensavam que pudesse jogar no meio-campo, Andrija Zivkovic.

            O sérvio de apenas 21 anos estreou-se nesta posição na visita ao estádio do Belenenses quando, à passagem do minuto 58, substituíu precisamente João Carvalho no centro do terreno. Com uma exibição aceitável nesse jogo, ainda mais porque nunca tinha jogado nesta posição, Zivkovic não mais deixou de fazer companhia a Pizzi na posição 8.

            Naquela altura, persistia a dúvida na cabeça dos adeptos encarnados sobre se aquela seria a melhor solução até porque era uma altura que começava a ser decisiva para o Benfica, também devido ao atraso para os rivais diretos. Olhando para as estatísticas do croata nos seis jogos realizados desde então podemos ver que Rui Vitória acertou em cheio: em 6 jogos realizados como titular, Zivkovic marcou por duas vezes, fez outras tantas assistências e acrescentou a isto uma eficácia de passes de quase 90%.

            Perante a qualidade fantástica que o sérvio já apresenta naquela posição, dificilmente outro jogador do plantel tirará o seu lugar e, como tal, será ele o eleito para ser o motor encarnado até ao fim, numa altura que o campeonato entra na sua derradeira fase.

VAVEL Logo