Tarde de terror em Alcochete
Fonte:Record.pt

Tarde de terror em Alcochete

Cerca de 50 indivíduos de cara tapada e com adereços alusivos às claques do Sporting invadiram esta tarde o centro de estágio do clube de Alvalade, em Alcochete.

ana-gomes
Ana Gomes

Vários jogadores e técnicos do clube leonino foram agredidos e inclusive Bas Dost, o melhor marcador do Sporting, teve que ser suturado na cabeça devido às agressões. Misic, Acuna, Battaglia, Jorge Jesus, Mário Monteiro e Raul José foram também agredidos.

O balneário ficou completamente destruído porque alguns dos elementos lançaram tochas, tendo acertado num membro da equipa técnica (Mário Monteiro), tornando também a respiração lá dentro muito difícil. Para além disso levavam ferros e cintos para agredirem quem lá estava.
Vários jogadores já mostraram a sua vontade em rescindir contrato com o Sporting entre eles Battaglia e Acuna.

O holandês Bas Dost também terá informado que não iria jogar a final da Taça de Portugal, no Jamor. Fontes garantem ainda que muitos outros jogadores ponderam abandonar imediatamente a cidade de Lisboa por não se sentirem seguros e assim não jogarem a final.


Quando o grupo de adeptos chegou a Alcochete ameaçaram os jornalistas para que não gravassem a entrada deles no centro de estágio, onde entraram sem se identificarem. Enquanto uns entraram, outros ficaram junto dos jornalistas para garantirem que estes faziam o que lhes tinha sido ordenado. 


O clube pode vir a ser responsabilizado uma vez que não garantiram a segurança dos seus jogadores e técnicos dentro da academia, responsabilidade que pode ser motivo para a rescisão por justa causa unilateral que alguns jogadores pretendem.


Fonte oficial da Procuradoria-Geral da República confirmou ao Jogo que o caso está a ser investigado pelo Ministério Público e que já contam com 21 detidos. 


Por segurança, só por volta das 23 horas é que Jorge Jesus e os restantes jogadores que ainda estavam em Alcochete, abandonaram o centro de estágio. Outros já se dirigiram à GNR do Montijo para apresentar queixa do sucedido. 

 

VAVEL Logo