Rússia 2018: Portugal

Rússia 2018: Portugal

A seleção das quinas vem de uma vitória no Europeu de 2016, em França, e, apesar de não ser favorita ao título de campeã Mundial é, segundo o selecionador nacional, candidata a tal.

ana-gomes
Ana Gomes

Portugal apresenta-se com algumas alterações em relação à última competição onde participou, nomeadamente com a ausência do autor do golo que deu a vitória em Paris, Eder, atual campeão russo.

Notada também a ausência de Nani, Eliseu, André Gomes, Danilo e Renato Sanches. De regresso está Manuel Fernandes ao fim de cinco anos longe da lista dos convocados. André Silva, que não participou no Europeu, foi desta vez opção para Fernando Santos, assim como Bruno Fernandes, Ricardo Pereira e Rúben Dias. 


Dos jogos de preparação, a seleção vem de dois empates frente à Tunísia e à Bélgica e uma vitória frente à Argélia. O primeiro acabou com um empate a dois, com golos de André Silva e João Mário, o segundo ficou a zeros no mercador e o terceiro com dois golos de Gonçalo Guedes e um de Bruno Fernandes.


Os eleitos do engenheiro já estão em solo russo, na cidade de Kratovo, o quartel-general português na Rússia até pelo menos dia 25 de junho, prazo que pode ser alargado caso os portugueses sigam em frente na competição. 


A equipa já fez o primeiro treino onde se deu a conhecer à comunidade, uma vez que foram distribuídos convites para assistirem à sessão de ontem.

 
A estreia de Portugal está marcada para sexta-feira, dia 15 de junho, às 19h, e os adversários espanhóis já deixaram o aviso de que não vão facilitar a vida aos portugueses e que vão ter muita atenção ao capitão e jogador dos merengues, Cristiano Ronaldo.
 

 

VAVEL Logo