Sporting de Braga conquista Supertaça de futebol feminino

Formação minhota conquistou o troféu na disputa das grandes penalidades, depois de se ter registado um empate a uma bola no tempo regulamentar e prolongamento

Sporting de Braga conquista Supertaça de futebol feminino
Fotografia: Nuno André Ferreira/Lusa

  O Sporting Clube de Braga conquistou este domingo a Supertaça de futebol feminino, levando de vencido o Sporting. O jogo, disputado no Estádio do Fontelo, em Viseu, só ficou decidido na disputa das grandes penalidades, depois de se ter registado um empate a um golo, quer no tempo regulamentar, quer no prolongamento. 

  O Sporting colocou-se cedo em vantagem, também através de uma grande penalidade. Staub derrubou Ana Borges na área aos 7 minutos, e a juíza da partida apontou para a marca dos onze metros. Tatiana Pinto converteu, colocando a bola no ângulo e fez o primeiro da partida para a formação de Lisboa.  

  As minhotas procuraram responder e empatar a partida e estiveram perto de o fazer aos 28 minutos. Valeu o corte decisivo de Carole Costa no último momento, impedindo a jogadora do clube minhoto de encostar de cabeça para o fundo da baliza. 

  O Braga continuou em busca do empate, tendo estado por cima do jogo, falhando apenas no capítulo da finalização. A partida chegou ao intervalo com o Sporting em vantagem

  No regresso para a segunda parte, foram as leoas que entraram mais fortes e quase ampliaram a vantagem após um remate rasteiro de Diana Silva, ao qual Rute Costa se opôs fazendo um bela intervenção

  O Braga chegou mesmo ao empate, já perto do fim, aos 81 minutos. Francisca Cardoso respondeu da melhor forma a um cabeceamento, na sequência de um lançamento de linha lateral e colocou o jogo empatado, levando tudo para prolongamento. 

  No tempo extra, o jogo manteve o registo do equilíbrio e o desgaste físico foi evidente nas duas equipas, acabando por não se registarem momentos de grande perigo para ambas as balizas. Chegado ao fim os 120 minutos, o jogo seguiu para grandes penalidades

  Na marca dos onze metros, o Braga não tremeu uma única vez e marcou as cinco grandes penalidades à disposição. Já no lado do Sporting, Carlyn Baldwin não converteu o segundo penalty e permitiu a defesa de Rute Costa.

  O quinto e decisivo penalty das minhotas foi marcado por Francisca, que levou ao delírio as jogadoras do Braga e os vários adeptos presentes na bancada. O clube minhoto conquistou assim o primeiro troféu no futebol feminino, sucedendo no historial ao Sporting