Vitória no Dragão

Vitória no Dragão

Ao quarto jogo do grupo D os russos são afastados da competição e garantem uma vitória ao adversário que ainda mantem o primeiro lugar.

ana-gomes
Ana Gomes

A equipa da casa esperava estádio cheio, mas o mau tempo sentido no Porto afastou quase 10 000 pessoas e apenas cerca de 30 000 rumaram às Antas.

No entanto, o capitão Herrera só precisou de 2 minutos para levantar o Dragão a festejar o primeiro dos portistas. Marega esteve na jogada e foi o responsável pelo passe para o mexicano.

Oliver Torres voltou a entrar nas contas de Sérgio Conceição. O espanhol parece que conquistou a confiança do técnico e só saiu aos 84' para dar lugar a Sérgio Oliveira que, por sua vez, apesar de Conceição afirmar a sua confiança no jogador, este voltou a não entrar no 11.

Os irmãos Mirantchuk tentavam destabilizar o adversário e Eder ainda tentou o remate à baliza. O internacional português na finalização rematou ao lado e anulou o golo do empate para a sua equipa.

 40 minutos mais tarde, o assistente Marega torna-se o goleador e os papeis invertem-se. Herrera faz o passe e o maliano atira diretamente à baliza de Guilherme.

Com a segunda parte vieram os restantes golos da partida e Jefferson Farfán ainda marcou o golo de honra para o Lokomotiv aos 59', tentando assustar a equipa portista, mas Corona, 8 minutos depois, quase encerrou a partida, rematando para o 3-1.

O ponta de lança da seleção nacional saiu aos 71' para a entrada de Smolov.  3 minutos antes já Brahimi tinha dado lugar a Otávio. O argelino já tinha sido alvo de chamadas de atenção por parte do técnico e acabou mesmo por sair do jogo mais cedo.

Otávio entrou e encerrou a partida com o último golo já no tempo de descontos. Aos 93' com um remate fora de área o brasileiro garante que a sua equipa fica a um ponto dos oitavos-de-final e o afastamento dos russos da competição.

 

MEDIA: 4.7VOTES: 3
VAVEL Logo