Alvalade em revista

Alvalade em revista

A equipa de Alvalade passou por muitas mudanças ao longo do ano de 2018 e o Vavel assinala as mais importantes neste artigo de revisão.

ana-gomes
Ana Gomes

O ano começava bem para o Sporting CP: começou logo o mês de janeiro a vencer a Taça da Liga, uma competição que Jorge Jesus estava habituado a vencer.

Fábio Coentrão constava no plantel por empréstimo do Real Madrid e quer Jesus, quer Bruno de Carvalho, contavam ainda com Rui Patrício, William Carvalho, Gelson Martins, Rafael Leão e Podence.

Com o término do campeonato em 3º lugar com 78 pontos, a 10 do vencedor, o FC Porto e com a eliminação da Liga Europa por parte da equipa vencedora, o Atlético de Madrid, em maio, restava ainda a Taça de Portugal para os leões conseguirem o segundo título da época.

No entanto, dias antes do jogo frente ao Desportivo das Aves, um grupo de cerca de 50 indivíduos invade o centro de estágio em Alcochete e entra dentro dos balneários para agredirem os jogadores, incluindo Bas Dost que até teve que ser suturado na cabeça.

De imediato soaram os alarmes dentro do clube e vários foram os jogadores que quiseram ver rescendido o seu contrato. O ponta de lança holandês foi um deles, assim como Bruno Fernandes, Acuna, Patrício, William, Rafael Leão, Podence e Gelson. 

Os três primeiros voltaram atrás na decisão quando Bruno de Carvalho foi afastado da direção do Sporting, mas os restantes saíram mesmo.

Com a saída de Jesus, também por pôr um fim ao contrato, Mihajlovic, foi o escolhido para assumir os comandos técnicos. Mas por pouco tempo, pois a Comissão de Gestão, liderada por Sousa Cintra, demitiu-o. O sucessor foi José Peseiro.

Meses depois o antigo presidente da equipa de Alvalade, juntamente com o líder da claque Juventude Leonina, foram detidos para interrogatório no âmbito do então ataque à academia. Os dois foram soltos passados uns dias, mas ainda estão a ser investigados.

Com Bruno de fora, e com as novas eleições, foi eleito Frederico Varandas, antigo médico do clube que graças ao acontecimento de maio se despediu, como novo presidente.

Este depois de algum tempo despede o técnico português e contrata Marcel Keizer para o seu lugar.

Com o técnico holandês despede-se de 2018 em 3º lugar da Liga, a um ponto do 2º que é o Benfica, na final four da Taça da Liga, nas meias-finais e nos dezasseis avos-de-final na Liga Europa.

 

 

VAVEL Logo