FC Porto consegue a reviravolta
Fonte: O Jogo

FC Porto consegue a reviravolta

Nesta tarde de sábado, onde os quatro primeiros classificados da Liga NOS entram em campo, SC Braga e FC Porto foram os primeiros a lutar pela vitória. 

joanacoelho
Joana Coelho

O jogo começou e a equipa da casa não esperou. Aos 4' Wilson Eduardo abre o marcador, para grande festa na pedreira. Soares perde a bola no meio campo, Dyego Sousa recupera, deixa para Claudemir que chuta para a área. Wilson Eduardo apareceu e apenas teve de finalizar.

O FC Porto entrou mal na partida e passou os primeiros dez minutos bastante desorganizados. Aos 13' Militão ganha a bola e cruza para Soares que tentou o empate, mas acaba por finalizar mal e chutar por cima da baliza. Desta forma, os azuis e brancos iam começando a agarrar o ritmo de jogo e a somar ataques, mas sem conseguir a finalização correta.

Mas o empate acaba mesmo por surgir. Tiquinho Soares, recebe a bola de Felipe, depois de um canto de Corona e, na área, apenas teve de bater de cabeça para o fundo das redes. 1-1 na pedreira, ficando tudo em aberto. 

Nos minutos que se sucederam, o FC Porto mostrou-se mais em jogo e com vontade de aumentar a vantagem. Conseguiu chegar mais vezes à baliza de Tiago Sá, mas sem sucesso ora por defesas do guardião arsenalista, ora por remates ao lado.

A partida seguia empatada para o intervalo, numa altura em que o FC Porto tinha conseguido virar o jogo a seu favor, contando com o dobro de posse de bola (67% para 33%), com mais remates e mais cantos.

Porém, nem tudo o que parece é e, mais uma vez, os Dragões entraram mal na segunda parte. Aos 47' Murilo aumenta a vantagem dos arsenalistas, devido a um erro da defesa portista. Militão e Casillas pareciam ter tudo controlado, porém acabam por embater um no outro, o que os fez cair e Murilo consegue isolar-se na área e finalizar para o segundo golo.

Os azuis e brancos conseguiram ter uma boa resposta. Foram fazendo vários lances prometedores para a área, mas faltava sempre convicção nos jogadores.

Aos 67' Jorge Sousa assinala grande penalidade a favor do FC Porto, por uma falta de Claudemir sobre Militão. O árbitro ainda ouviu indicações do VAR, mas acabou por validar a grande penalidade. Alex Telles foi chamado a bater e não desperdiçou, porém acabou por se lesionar e teve mesmo de ser substituído por Fernando Andrade.

O SC Braga viu Abel Ferreira ser expulso por protestos, ficando o treinador adjunto à tomar conta do jogo. 

A entrar nos dez minutos finais há nova penalidade para o FC Porto. De novo Claudemir é o culpado, desta vez por derrubar Fernando Andrade. Tiquinho é chamado a bater e não desperdiçou, dedicando o golo ao seu colega de equipa Alex Telles, que assistia no banco visivelmente triste e preocupado com a sua lesão. O FC Porto conseguiu, assim, virar o jogo a seu favor, agarrando a vitória por 2-3.

Goiano ainda tentou o empate, mas sem sucesso. O defesa do Braga conseguiu fugir pela esquerda e tentou o cruzamento, mas Militão apareceu na altura certa e conseguiu o corte.

O FC Porto terminou, assim, isolado na frente da tabela classificativa e fica à espera do resultado do SL Benfica VS Tondela que medem forças às 20h30. O SC Braga permanece no terceiro lugar, mas pode ser alcançado pelo Sporting caso vença hoje em Chaves.

VAVEL Logo