Reviravolta encarnada

Reviravolta encarnada

Águias foram ao Minho vencer o SC Braga por 4-1. A partida contou com 3 grandes penalidades

marcelo-morais
Marcelo Morais

Depois do empate do FC Porto em Vila do Conde, o Benfica entrava hoje em campo com a oportunidade de aumentar a vantagem para o rival direto. A equipa da casa procurava "limpar" a imagem deixada no jogo da primeira mão, no Estádio da Luz. 

Na primeira parte a equipa de Abel Ferreira dominou o encontro. Os Guerreiros foram superiores ao Benfica e chegaram ao golo ao minuto 34. Rúben Dias derrubou Fransérgio na grande área e Wilson Eduardo fez o 1-0 de grande penalidade. O Benfica demonstrou dificuldade de criação de jogo nos primeiros 45 minutos, muito por culpa da pressão imposta pelo SC Braga. 

O intervalo mudou a história do jogo. A equipa de Bruno Lage entrou com outra atitude e criou várias oportunidades de perigo. Aos 54 minutos o árbitro entendeu que Esgaio derrubou João Félix na área do SC Braga e assinalou penalti. Pizzi bateu Tiago Sá e fez o empate. Aos 65 nova grande penalidade a favor do Benfica, desta vez por mão na bola. Pizzi voltou a marcar fazendo o segundo na conta pessoal e confirmando a reviravolta. O Benfica dominava o encontro e pouco depois, na sequência de um pontapé de canto no lado esquerdo, Rúben Dias surgiu na área e cabeceou para o fundo das redes, colocando o Benfica com dois golos de vantagem. Já nos últimos minutos, com o jogo partido, Seferovic surgiu isolado na cara de Tiago Sá, que defendeu o remate do suiço. A bola sobrou para Rafa, que driblou quatro adversários e encostou para o 4-1 final. O internacional português não celebrou por respeito à antigo equipa. 

Com o fim desta jornada, o Benfica tem dois pontos de vantagem sobre o FC Porto, à falta de três jornadas para o fim do campeonato. 

VAVEL Logo