Glória para o Chelsea

Arsenal e Chelsea jogaram esta noite a final da Liga Europa, em Baku, no Azerbaijão. As equipas inglesas procuravam a conquista de um título europeu que permitiria ao Chelsea subir para o pote 2 na próxima edição da Champions, e ao Arsenal chegar a essa prova milionária.

O jogo arrancou em forma de batalha tática. As duas equipas não correram muitos riscos no início da partida e não se verificaram claras ocasiões de golo. A partir do primeiro quarto de hora, o Arsenal aumentou o ritmo e foi encontrando forma de chegar à grande área do adversário, no entanto não criou nenhuma oportunidade clara de golo.  A melhor ocasião para os Gunners foi a partir de um remate de longe de Xhaca que ainda tocou na trave da baliza de Kepa.

Nos últimos 15 minutos da primeira parte o Chelsea melhorou a sua circulação de bola e criou algum perigo, nomeadamente a partir das incursões ofensivas de Azpilicuta pela direita e Emerson pela esquerda. Cech foi obrigado a fazer uma boa intervenção para negar o golo à sua antiga equipa.

Golos só na segunda parte. Logo a seguir ao recomeço da partida, Giroud respondeu a um cruzamento com um mergulho à verdadeiro ponta-de-lança inaugurando o marcador. O internacional francês não celebrou por respeito à ex-equipa.

Os blues foram muito superiores na segunda metade. Aos 60 chegou o 2-0. Hazard cruzou atrasado para o coração da grande área e Pedro encostou para o fundo das redes, colocando o Chelsea muito perto de voltar a vencer a competição. 5 minutos depois Giroud foi carregado dentro da grande área e o árbitro da partida assinalou grande penalidade. Chamado a converter, Hazard não perdoou e fez o 3-0.

O Arsenal procurou reagir e ainda reduziu para 3-1 com o golo da noite. Acabado de entrar, Iwobi apanhou uma bola perdida à entrada da área e rematou de primeira, sem hipótese para Kepa.

Pouco depois Hazarda bisou na partida, a passe de Giroud, e fechou as contas do jogo. 4-1 foi o resultado final e o Chelsea junta mais um troféu da Liga Europa ao museu do clube.

Peter Cech fez o último jogo da sua carreira nesta final. Hazard e o treinador Sarri podem estado pela última vez ao serviço do Chelsea pois é provável que o belga rume ao Real Madrid e o técnico assuma o comando da equipa da Juventus.

VAVEL Logo