Dragões vencem o primeiro clássico do ano
Imagem retirada da conta oficial do FC Porto no Instagram. 

O FC Porto era obrigado a contornar as estatísticas que há muito se mantinham caso quisesse continuar a lutar pelo primeiro lugar. A sua última vitória em Alvalade tinha sido a 5 de outubro de 2008 com Jesualdo Ferreira como treinador e com o atual técnico do Wolverhampton, Nuno Espírito Santo, na baliza. 

Foi a equipa portista a entrar melhor no jogo e a adiantar-se desde cedo no marcador. Moussa Marega, aos 6', não desperdiçou a oportunidade que lhe chegou aos pés vinda de Corona.

Apesar de uma boa entrada no jogo dos portuenses, o adversário não se fez esperar para ouvir o rugido do leão. A equipa de Silas tentou mudar o resultado e foi insistindo na área contrária. A insistência deu, aos 44', em golo assinalado por Acuna. O defesa insistiu e marcou quase à entrada do intervalo, mostrando uma boa resposta sportinguista no acabar da primeira parte.

Com o empate feito ainda nos primeiros 45 minutos, os leões, entraram igualmente fortes na segunda parte e com mais oportunidades de golo em relação ao oponente que parecia tímido em querer resolver a partida.

A resposta do dragão surgiu por volta dos 66', altura em que Luis Díaz foi chamado por Sérgio Conceição para substituir Nakajima no jogo. O colombiano deu velocidade e frescura acabada de sair do banco à sua equipa que marcou 7 minutos depois da sua entrada. Alex Telles foi chamado a bater um canto e Tiquinho Soares de cabeça desfaz a igualdade, fazendo o 1-2 que ditou o resultado final do primeiro clássico do ano de 2020. 

 

 

VAVEL Logo