Encontro em Setúbal engripado

O jogo deste sábado vai mesmo acontecer, uma vez que os presidentes dos dois clubes não chegaram a um entendimento para o adiar.

Em comunicado, a equipa de Setúbal, acusa Frederico Varandas de "obrigar o Vitória FC a apresentar em campo uma equipa notoriamente inferiorizada” e de violar os "princípios gerais descritos no artigo 10.º dos Estatutos da Liga Portugal — a saber, o da legalidade, da igualdade, da ética, da lealdade, da verdade desportiva, da boa-fé, da colaboração mútua, da proteção do bom nome do futebol profissional, da transparência e da solidariedade entre os associados Liga”.

Já o comunicado do clube lisboeta lamenta a situação em que se encontra o plantel da equipa adversária, mas que "os calendários de competições estão sobrecarregados e inviabilizam que o Sporting CP possa anuir ao pedido de adiamento da próxima jornada feito pelo Vitória Futebol Clube".

Por último acrescenta ainda que "devido à experiência do Sporting Clube de Portugal em casos similares, e ainda sem conhecer com profundidade os casos clínicos noticiados, confiamos que até à hora do apito inicial, muitos dos casos dos jogadores do plantel do Vitória Futebol Clube serão solucionáveis.

O técnico sadino só tem dois jogadores do plantel disponíveis para irem a jogo e Silas apenas não pode contar com Acuna e Renan que se encontram a recuperar de lesão.

Sem caso de entendimento quanto ao adiar da partida com a mediação da liga de futebol, esta vai mesmo acontecer este sábado, às 20:30, no Estádio do Bonfim.

VAVEL Logo