Liga Europa segue sem equipas portuguesas

Os guerreiros do minho, os portistas e as águias partiam em desvantagem para a segunda mão a jogar em Portugal, todos pela diferença de um golo que poderia ser importante para decidir a eliminatória, caso os portugueses pudessem beneficiar.

O primeiro jogo foi na quarta-feira, em Braga. Depois da derrota por 2-3, os arsenalistas, tinham a chance de fazer melhor, aproveitando o fator casa, mas tal não aconteceu. Acabou os 90' a perder por 0-1 e a eliminatória ficou resolvida por 2-4, a favor dos escoceses. 

Na quinta-feira foi a vez das restantes 3 equipas entrarem em campo. Dragões e leões foram os primeiros a jogar a segunda mão. Os azuis em branco jogaram em casa, enquanto que os verdes já tinham beneficiado desse fator na primeira mão, teriam apenas que tentar defender a passagem aos oitavos na Turquia.

A grande penalidade a favor do Istanbul, já no prolongamento, deitou por terra o sonho europeu dos sportinguistas e resolveu a passagem por 5-4. Por outro lado, a equipa de Sérgio Conceição ainda conseguiu um pior resultado no Porto do que em Leverkusen. Apesar de terem marcado um golo na Alemanha, os 3 sofridos no Dragão resolveram a passagem dos alemães num combinado de 2-5.

 

Com Braga, Porto e Sporting fora da Liga Europa, a esperança do triunfo português recaía sobre os benfiquistas. Com a derrota por 1-2 na Ucrânia tudo estava em aberto, mas o empate na Luz, com a ajuda de Rúben Dias para as duas equipas, não foi suficiente e o Shakhtar de Luís Castro seguiu em frente na competição. 

As equipas portuguesas podem ter sido eliminadas, no entanto, com quatro a disputar a Liga Europa, Portugal, subiu no ranking da UEFA e a partir de 2021/2022 vão ser duas as equipas com acesso direto à Champions e uma ao play-off. 

Porém, os portugueses continuam a dar cartas na competição com metade das equipas a terem presença lusa. Bruno Fernandes continua em destaque no Manchester United que conta ainda com Diogo Dalot. O Wolves também seguiu em frente na competição com 8 jogadores e treinador portugueses, assim como Olympiacos com três jogadores e treinador portugueses. O Getafe e o Sevilha também contam com um português no plantel e o adversário do Benfica tem Luís Castro no comando técnico, tal como o Roma que conta com Paulo Fonseca, o antigo treinador dos ucranianos de Donesk. 

 

VAVEL Logo