Para sempre Chapecoense

Jamais vamos esquecê-los

Para sempre Chapecoense
(Foto: Divulgação)

O sonho de uma pequena cidade no interior de Santa Catarina encantou um país. Chapecó virou a capital do futebol, do amor. Virou a essência de um esporte que há muito pedia por uma força assim. A Associação Chapecoense de Futebol se tornou mais do que os onze em campo e os loucos chapecoenses.

O clube virou um país inteiro.

Em 2009 na Série D, não houve um que desistisse. O amor era mais forte. Vamos, a história vai mudar. O acesso para a Série C demorou, mas não tardou a chegar. Vamos, a história precisa conhecer Chapecó. Uma força verde começou a aparecer. Quem é aquele time que encanta na Série B?

2014. O primeiro ano na tão sonhada Série A. Quem disse que a Chapeterror não pode ganhar? Crescendo ela foi, conquistando de norte a sul. O Oeste catarinense ficou pequeno para tanto amor. Quem era aquele time? Era a Chapecoense, prazer.

O Brasil ficou pequeno para uma paixão que tomou conta de cada coração que respira futebol. A festa deles era a nossa. A tristeza também. Fronteiras deixaram de existir e foi a vez do mundo se perguntar. Quem é aquele time?

Era a Chapecoense, a força verde e branca.

O mundo te conheceu, Chape. Sua amada Chapecó foi parar no radar do futebol. Sua torcida virou exemplo de um amor incondicional, independente de divisão. Você fez o Brasil se encantar em meio a um esporte que ainda tenta respirar.

Acordamos tristes, ainda não podemos acreditar. Oitenta e um heróis saíram para fazer história. Infelizmente, setenta e seis não vão voltar.

É difícil entender, difícil assimilar. Porque eles tinham que nos deixar? O sonho de uma estrela no peito foi transformado em setenta e seis no céu, incontáveis lágrimas e nada que nos faça aceitar. Jogadores que nunca mais vão pisar em campo. Jornalistas que nunca mais poderão trabalhar.

Não caiu apenas um avião. Caiu nossa esperança, sonhos, tantas vidas. Caem tantas lágrimas. Nossos corações não aceitam, não entendem. O Brasil acordou triste, sombrio. Arrancaram nossa Chape querida, nossa alegria. A saudade agora é tudo que nos resta.

Nós os amamos antes, vamos amar-lhes hoje e para sempre. Obrigada, Chapecoense.