Torcedores do Hamburgo agridem Rafael van der Vaart
Após fiascos, adeptos do Hamburgo perderam a paciência e acabou sobrando para van der Vaart (Foto: firsttouchonline)

A derrota sofrida frente ao Hertha Berlin, neste sábado (8), pela 20ª rodada da Bundesliga, foi o ápice para que uma parte da torcida do Hamburgo resolvesse partir para a violência. E a vítima do time comandado por Bert van Marwijk foi seu capitão, o também holandês Rafael van der Vaart.

Cerca de uma hora e meia após o encerramento da partida, quando o ônibus do Hamburgo partia da Imtech Arena, vários torcedores bloquearam a saída do estacionamento do estádio e começaram a ofender os jogadores dos Dinossauros. Van der Vaart foi o principal alvo da torcida, a quem direcionaram ofensas, copos de cerveja, isqueiros e pedras.

Entre várias reivindicações propostas pelos torcedores, uma delas é que Carl-Edgar Jarchow, CEO do HSV, renuncie ao cargo. Jarchow se manifestou sobre o ocorrido. "Este caso deve ser tratado de forma agressiva. Os fãs caíram nos nossos pescoços, isso foi claro", limitou-se.

LEIA TAMBÉM: Com Ramos inspirado, Hertha Berlin goleia Hamburgo fora de casa

Após 20 minutos de discussão, a polícia interviu com mais severidade e os ânimos se acalmaram. Por questões de segurança, o ônibus do Hertha Berlin, que sairia do estádio logo após o do HSV, acabou permanecendo no local e só partiu da Imtech Arena às 22h (horário alemão), em direção à capital Berlim.

van Marwijk pretende continuar no Hamburgo

Em coletiva realizada após a partida contra o Hertha, Bert van Marwijk declarou que pretende continuar no comando técnico do time do norte. "Vou continuar como treinador. Não baixo os braços. Não sou uma pessoa que abandona o clube", pontuou.

O Hamburgo vem de seis derrotas consecutivas na Bundesliga. A última vitória dos Rothosen na competição nacional foi contra o Hannover, em casa, no dia 24 de novembro de 2013. Na ocasião, os mandantes venceram por 3 a 1 (Badelj, Beister, Çalhanoglu; Huszti).

Atualmente, os comandados por van Marwijk ocupam a 17ª colocação no campeonato nacional, o que o credenciaria a disputar a segundona alemã sem repescagem. Vale lembrar que, de todos os times alemães, o Hamburgo é o único que jamais foi rebaixado, feito que o time sempre se orgulhou.

O próximo confronto do time do norte será contra o Bayern de Munique, em casa, na próxima quarta-feira (12), pelas quartas de final da DFB-Pokal. Pela Bundesliga, onde o time está mergulhado na crise, terá pela frente, no próximo sábado (15), a equipe do Eintracht Braunschweig, lanterninha da competição.

VAVEL Logo