Santos Laguna estreia vencendo o Arsenal de Sarandí no México

Nesta terça-feira (11), o Santos Laguna (MEX) recebeu o Arsenal de Sarandí (ARG) na estreia de ambos na Copa Libertadores. O jogo foi realizado no Estádio La Corona, casa do time mexicano, na cidade de Torreón. E a equipe mandante se deu melhor, vencendo por 1 a 0, gol de Oribe Peralta.

O Santos Laguna não vivia fase boa na Liga MX. Sofrendo com a grande quantidade de empates no campeonato, amarga a nona posição com sete pontos - resultados de quatro empates, uma vitória e uma derrota- em seis jogos. Quem vive boa fase é o centroavante Oribe Peralta, tendo a marca de 19 gols nos 21 jogos do Santos nessa temporada.
 
O Arsenal chegou ao confronto em má fase. A equipe não havia vencido os últimos cinco jogos oficiais. A última vitória ocorreu na 16ª rodada do Torneio Inicial 2013, em Sarandí, diante do Boca Juniors. As derrotas mais doídas para o grupo foram diante o Vélez, na Supercopa Argentina, há pouco mais de uma semana, e diante o Estudiantes, na estreia do Torneio Final 2014, há três dias. As duas por pelo placar mínimo. O zagueiro Braghieri e o meia Nicolás Aguirre desfalcaram o Arse no confronto por conta de lesões.
 
Na próxima rodada da Libertadores, o Santos Laguna visita o Peñarol, na terça-feira (18), no caldeirão do Centenário. Já o Arsenal receberá o Deportivo Anzoátegui, na outra terça (25) no pacato Julio Grondona.
 
Peralta abre o placar, porém Arsenal toma as ações do jogo
 
Desde o início do confronto, o Santos Laguna percebeu que o caminho era com Quintero na ponta direita sobre Damián Pérez. Aos 13 minutos, o atacante fez jogada em diagonal e deixou para Cejas finalizar, sem problemas para Campestrini. Aos 19, novamente uma grande jogada individual do colombiano pela direita, passando por Freire, Damián Pérez e Echeverría, e servindo o artilheiro Oribe Peralta, que finalizou bem na saída de Campestrini, abrindo o placar.
 
Leia mais - Guia VAVEL da Copa Libertadores: Santos Laguna
 
Depois do gol, só deu Arsenal, que chegou assustou mais intensamente nas bolas paradas. Aos 22, um chute de Milton Caraglio obrigou o veterano Oswaldo Sánchez a fazer boa defesa e mandar para a linha de fundo. No escanteio, Echeverría testou e o lateral-direito Abella salvou sobre a linha. O zagueiro, mais famoso pelos gols do que pelos desarmes, assustou o Santos Laguna novamente quatro minutos mais tarde. Rolle cobrou falta, o zagueiro artilheiro desviou e Caraglio furou a cabeçada na segunda trave.

Veterano Oswaldo Sánchez garante vitória mexicana

O segundo tempo foi para o Santos segurar o placar. Aos dez minutos, Sperdutti cruzou, Caraglio fez o tabalho de pivô e rolou para Rolle bater de fora. Oswaldo Sánchez, em dois tempos, defendeu o bom chute do meia argentino. E foi com ele que o Arsenal seguiu propondo o jogo pelo lado esquerdo. Rolle, Marcone e Damián Pérez abusavam das triangulações, porém elas foram neutralizadas pelo bom José Javier Abella, jovem lateral direito mexicano.

Leia mais - Guia VAVEL da Copa Libertadores: Arsenal de Sarandí

Aos 30 minutos, Milton Caraglio ganha no alto de Figueroa e obriga Oswaldo Sánchez a fazer ótima defesa, após outro lance de bola parada. Três minutos mais tarde, foi a vez do Santos Laguna voltar a assustar. Ceballos deu a profundidade que Cejas dava antes de sua saída, e escorou para Quintero bater por cima do gol de Campestrini.

Nove minutos mais tarde, Ramiro Carrera, na entrada da área teve a oportunidade de empatar, mas colocou fraco demais e Oswaldo Sánchez dominou no peito. Aos 47 minutos, a última chance nos pés de Caraglio em cobrança de falta na entrada da área. O Santos Laguna posicionou praticamente todo seu time na barreira, e Milton frustou a torcida tendo seu chute pego na barreira em dois lances consecutivos.

VAVEL Logo