Favoritas do Grupo G, Alemanha e Portugal medem forças na Arena Fonte Nova

Abrindo o grupo G da Copa do Mundo Fifa 2014, Alemanha e Portugal fazem um dos confrontos mais aguardados pelos fãs de futebol na edição deste ano. Enquanto a Nationalmannschaft chega a competição como uma das favoritas para a conquista do tetra-campeonato, a Seleção das Quinas busca rebater as críticas e vencer a desconfiança sobre a mesma.

Os alemães apostam no jogo coletivo e na força do seu elenco no mesmo momento em que os lusitanos depositam todas suas fichas no principal nome da equipe, o atacante Cristiano Ronaldo. Atuais terceiro-colocados nas últimas duas edições, os comandados de Joachim Löw tentarão confirmar seu favoritismo no grupo. Já Portugal se esforçará para superar seu melhor desempenho no torneio, quando há 48 anos ficou na terceira colocação do torneio.

Dúvidas atormentam Joachim Löw

Sem poder contar com Schweinsteiger, que ainda está em processo de recuperação e provavelmente não ficará 100% para o jogo desta segunda-feira (16), o técnico da Alemanha, Joachim Löw, não contará com algumas de suas unanimidades e vive certos dilemas quanto a escalações de algumas das suas principais peças. A defesa e o meio-campo são as grandes preocupações de Löw, mas o último não pela falta de estrelas, e sim pelo excesso.

Para ocupar a vaga de Marco Reus, que acabou sendo cortado do elenco após grave lesão, várias hipóteses acabam surgindo, entre elas a escalação de Klose como referência no ataque, mandando Götze para a esquerda, ocupando o lugar de Reus. Isso faria que a Alemanha não jogasse com um falso nove, como tem sido de costume, e sim adotando-se um centroavante de origem.

Com um goleador isolado no ataque alemão, o recorde de artilheiro de todas as Copas do Mundo pode ser superado por Miroslav Klose. O jogador da Lazio fez 14 tentos nas últimas três edições que disputou no torneio, e caso balance as redes contra Portugal, pode se igualar ao brasileiro Ronaldo, com 15.

O possível recorde quebrado pelo experiente jogador foi minimizado por Löw, que afirmou a conquista estar em segundo plano, mas também revelou sua torcida pelo provável feito.

"Acho que será importante para ele. Isso é realmente uma grande motivação. Para mim, como técnico, estatísticas como essas são secundárias. Claro que ficaria feliz por ele como jogador se conseguir uma marca histórica. Mas a equipe precisa ser bem sucedida", disse Löw em sua última coletiva antes da partida contra Portugal.

Löw também aproveitou para responder sobre a situação física de alguns jogadores, que já são dados pela imprensa alemã como desfalques.

"Acredito que isso já foi superado. Os jogadores Lahm, Bastian, Khedira, Neuer, estavam totalmente envolvidos no treino, e, em relação a segunda-feira, acho que todos estarão 100% preparados", confirmou o treinador.

Lateral-direito de origem, o jogador Phillip Lahm não sabe ainda em que posição irá atuar. Pelo Bayern de Munique nesta temporada, Lahm acabou jogando ora como volante, ora como meia no esquema tático do técnico Pep Guardiola. Por contar com muitos desfalques em seu sistema defensivo, especialmente nas laterais, o treinador da Nationalef convive com essa dúvida, já que sobra versatilidade em alguns de seus comandados, como o zagueiro do Schalke 04, Benedikt Höwedes, e o defensor do Borussia Dortmund, Erik Durm.

Ambos podem atuar pelos lados do campo, facilitando uma marcação individual em Cristiano Ronaldo, principal alvo da defesa alemã para o confronto desta segunda-feira. Höwedes seria a opção mais viável na direita, no entanto, essa mudança no esquema depende da recuperação de Durm, para que o jogador aurinegro atuasse pelo lado esquerdo e Benedikt ficasse na direita, voltando Boateng para a zaga.

Cristiano Ronaldo assume status de estrela e pode ser decisivo

Mesmo sendo uma Seleção com bons nomes em seu plantel, Portugal vive uma dependência dentro das quatro linhas. O melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, tem sido fundamental para o esquema tático do técnico Paulo Bento, que sempre adota uma estratégia a qual o gajo tenha liberdade para avançar com a bola sem ser impedido pelos adversários.

Todavia, um problema físico que o jogador do Real Madrid apresentou nas últimas semanas acabou tirando o sossego do comandante português. Uma suspeita de lesão em Ronaldo acabou sendo confirmada pelo departamento médico lusitano semanas antes do Mundial. Durante a preparação para a Copa, realizada nos Estados Unidos, o astro foi poupado das atividades que requeriam maior esforço, visando não agravar mais ainda a sua lesão. Não atuando contra o México, o Camisa 7 deixou a torcida portuguesa preocupada. Mas, já no último teste antes de Portugal embarcar para o Brasil, Ronaldo atuou alguns minutos contra a Irlanda, na vitória por 5 a 1.

Cristiano Ronaldo irá jogar contra a Alemanha (Foto: Getty Images)

Ao chegar em Campinas, local do Centro de Treinamentos de Portugal durante a Copa do Mundo, Cristiano Ronaldo voltou a treinar com o restante do grupo. Na tarde deste sábado (15), durante sua entrevista coletiva já na Arena Fonte Nova, a presença do merengue foi confirmada pelo próprio jogador, mesmo o craque afirmando que ainda sente algumas dores.

"Se estou treinando há alguns dias, é porque estou bem. Queria estar sem dores, mas desde que comecei a jogar sinto dores", declarou o português.

O incômodo retrospecto da seleção nacional contra a Alemanha tem sido um dos assuntos mais comentados durante as entrevistas dos jogadores lusitanos em Campinas. No entanto, quem se mostrou estar confiante e aparentou ter deixado o histórico de lado foi o goleiro Eduardo Carvalho, titular no último mundial pelo time português.

"Os jogos anteriores ficaram no passado. Chegou a hora de mudarmos isso. Nós podemos, sim, vencer. Estamos certos e confiantes. Cada jogo é diferente e tem sua história. Nosso time está preparado, e posso garantir que Portugal tem uma equipe de alto nível. Nossa qualidade também preocupa os adversários. Futebol é imprevisível. A Alemanha tem uma grande seleção e tentará controlar a partida, mas temos que mostrar o motivo de estarmos aqui. Temos estudado o adversário, que tem pontos fortes e fracos. Precisamos explorar isso. As derrotas serviram de aprendizado. Agora é uma nova etapa", disse Eduardo.

Durante toda a história, Portugueses e Alemães já se enfrentaram 17 vezes. Em nove oportunidades, a Nationalelf saiu vitoriosa, enquanto os lusitanos triunfaram em apenas três ocasiões. Nos últimos dois confrontos, a Alemanha acabou vencendo ambos duelos. Em 2006, na disputa de terceiro lugar, Schweinsteiger marcou dois gols que contribuíram para a vitória alemã em Sttutgart, por 3 a 1. Os times voltaram a se enfrentar em 2012, dessa vez pelas quartas-de-final da Eurocopa e a equipe germânica, mesmo finalizando menos, se deu melhor novamente e venceu Portugal por 3 a 2, contando com mais um show de Schweinsteiger, que além de ter aberto o placar deu mais duas assistências no jogo.

VAVEL Logo