Com poucas chances de classificação, Hodgson lamenta: "A vitória nos daria mais segurança"

A vida da Inglaterra não está fácil. Com duas derrotas em dois jogos, para Itália e Uruguai respectivamente, o English Team está praticamente eliminado da Copa do Mundo. Precisando de uma grande combinação de rssultados, o treinador inglês praticamente jogou a toalha.

Para avançar na competição, a Itália precisa derrotar a Costa Rica nesta sexta-feira (20), ainda pela segunda rodada. Além disso, os italianos precisam vencer o uruguai na última rodada. Caso tudo aconteça, os ingleses ainda precisam vencer a Costa Rica e tirar a diferença no saldo de gols.

"A Itália precisa ganhar os outros dois jogos e nós teríamos que ganhar e fazer muitos gols. Hoje uma vitória nos daria mais segurança, mas não conseguimos o resultado", lamentou.

Cauteloso como sempre, o técnico evitou fazer críticas pesadas ao selecionado. Hodgson defendeu as boas atuações e o futebol mostrado pela Inglaterra nas duas partidas. 

"Acho que em ambos os jogos mostramos boas atuações, jogamos um bom futebol. O time estava progredindo, mas os resultados foram negativos. No jogo de hoje, ficamos boa parte do tempo no campo do Uruguai, mas o Suárez conseguiu uma brecha e marcou o gol da vitória", disse.

Para encerrar, Roy Hodgson comentou sobre a brilhante atuação de Luis Suárez, o melhor jogador em campo. No entanto, o técnico inglês evitou polêmicas: "Ele realmente derrotou todos na Inglaterra, ganhou prêmios e foi artilheiro. Hoje ele estava voltando depois de lesão e até certo ponto ficou parado em campo, mas é um jogador de alta classe. As coisas deram certo para ele. Se dá a oportunidade, ele vai marcar. Teve duas oportunidades de gol e soube aproveitar as duas", encerrou.

O próximo jogo da Inglaterra pelo Grupo D é contra a Costa Rica no próximo dia 24, terça-feira, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, às 13h.

VAVEL Logo