Michael Umaña deve se tornar o costarriquenho com mais minutos jogados em Copas do Mundo

Michael Umaña sempre foi um jogador discreto. No entanto, o defensor da seleção da Costa Rica está prestes a fazer história por seus país. O jogador precisa apenas de uma partida completa para igualar o recorde Luis Marín como costarriquenho com mais minutos jogados em Copas do Mundo.

Na partida contra a Grécia, no domingo, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, o feito deve se concretizar. Em entrevista, Michael Umaña falou sobre o feito: "Eu sempre penso em ganhar e que o grupo faça tudo da forma correta, mas não vou ser mentiroso e dizer que não gostaria de chegar ao recorde", afirmou.

Para igualar, o Umaña precisa atuar durante toda a partida contra a Grécia. Caso a Costa Rica se classifique e ele atuar nas quartas de final, o atleta será o costarriquenho com maior tempo jogado na história das Copas.

O defensor poderia ter igualado o recorde de Luis Marín na partida contra a Inglaterra, mas por decisão do técnico Jorge Luis Pinto, ele não atuou. Mas para Umaña o Mundial de 2014 serve para reverter o de 2006, onde a Costa Rica teve uma péssima campanha e perdeu os três jogos.

"Para ser sincero, nós estamos indo bem nesse Mundial e agora estamos fazendo algo muito bom. Tem sido uma experiência incrível e queremos seguir fazendo história. O grupo se sente unido e está forte. Ainda que sabemos que a Grécia é um adversário complicado, estamos crentes de que podemos vencer", encerrou.

Segundo o treinador da equipe, Jorge Luis Pinto, as alterações táticas que fez no confronto contra a Inglaterra foi para dosificar o grupo e abrir possibilidades. Portanto, é quase certo que Umaña seja titular na partida contra a Grécia, no domingo, na Arena Pernambuco

VAVEL Logo