Em reencontro de técnicos, Alemanha e Estados Unidos decidem últimas vagas do Grupo G

Com situações confortáveis, mas ainda correndo um risco remoto de não avançarem às oitavas de final da Copa do Mundo Fifa 2014, Alemanha e Estados Unidos se enfrentam na tarde desta quinta-feira, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife.

Atuais líder e vice-líder, respectivamente, do Grupo G, as seleções chegam na última rodada da fase de grupos com a vaga para a fase seguinte praticamente assegurada. Um empate entre as equipes classifica americanos e alemães, o que faria do duelo um possível 'jogo de compadres'. Caso a partida termine com placar igualado, a Alemanha se dará melhor e garantirá a primeira posição da chave, enquanto os americanos ficarão logo atrás, em segundo lugar do grupo.

Oito anos depois, Klinsmann reecontra a Alemanha e Löw

O técnico dos Estados Unidos, Jürgen Klinsmann, fez história com a camisa da Alemanha, seu país de origem, no Mundial de 1990 disputado na Itália. Naquela ocasião, o atacante germânico contribuiu para que sua equipe levantasse o último dos três troféis conquistados até os dias de hoje pelos alemães. Entre 2004 e 2006, Klinsmann chegou a ser técnico da seleção alemã mas acabou demitido pelo fiasco do time naquela edição, a qual os alemães foram eliminados para a Itália na prorrogação. Da comissão técnica da conquista do terceiro lugar do Mundial na Alemanha, Joachim Löw era assistente técnico de Klinsmann e terá nessa quinta-feira a chance de rever o amigo de longa data, dessa vez comandando o banco adversário.

Embora confesse a amizade que possuem, Klinsmann afirmou que deixará de manter contato com Löw por alguns dias, até o final do Mundial:

"Somos muito amigos, temos uma forma de pensar parecida, somos da mesma região... Passamos dois anos juntos e fizemos uma excelente Copa no nosso país. Mas, agora, deixamos os nossos telefones um pouco de lado. Depois da Copa, voltaremos a nos falar e visitar", disse o treinador da seleção norte-americana em tom de brincadeira.

Ainda sem Altidore, Estados Unidos quer usar partida como prova de 'fogo'

Pelo lado norte-americano, existem algumas dúvidas sobre o onze inicial, como é o caso do atacante Jozy Altidore, um dos destaques da equipe estadunidense que não atuou no empate contra Portugal após ter saído machucado na vitória contra Gana. Principal companheiro de Dempsey no ataque, Altidore tem um retorno provável para o embate contra os alemães, mas certamente não estará relacionado entre os titulares, o que deixa mais possível que Klinsmann repita o esquema tático usado contra Portugal, o 4-2-3-1 com Dempsey como principal referência ofensiva.

Animado com a chance de poder avançar em um grupo considerado díficil, Jürgen Klinsmann enalteceu o desafio que terá contra sua ex-seleção, e prometeu usar fazer do confronto um teste para o sistema tático de sua equipe.

"Será interessante. Esse jogo vai ser um desafio para nosso plano de jogo, principalmente para nossa defesa", afirmou.

Buscando liderança, Alemanha de Löw tenta voltar a convencer

O empate em 2 a 2 com Gana no último sábado (21), mostrou uma Alemanha bem diferente do time arrasador que goleou Portugal na primeira rodada. Com base nisto, o treinador Joachim Löw terá um combustível a mais para buscar a vitória contra os americanos, já que com um simples triunfo a Nationallef garantirá a primeira colocação do grupo e ficará apenas aguardando a classificação final do Grupo H para descobrir seu primeiro adversário no mata-mata.

Ainda vivendo certos dilemas quanto a escalação de alguns de seus jogadores, Jogi, como é carinhosamente chamado pela torcida alemã, terá disponível seus 23 jogadores para o confronto. Alguns possíveis desfalques, como o zagueiro Jerome Boateng e o volante Sami Khedira, ambos dúvidas devido a supostas lesões, foram normalmente relacionados.

Löw durante um dos treinos da Seleção Alemã (Foto: Reprodução / Getty Images)

Novamente, a "dor de cabeça" de Löw será o excesso de boas opções. Seja a ser cogitado, que, em razão da boa atuação de Klose e Schweinsteiger contra Gana, os dois jogadores citados, que eram reservas até o momento, possam começar jogando nesta quinta-feira. Apesar disto, o comandante alemão provavelmente irá montar sua equipe no habitual 4-2-3-1, retornando a usar Thomas Müller como 'falso nove' e permanecendo com quatro zagueiros de origem na defesa, seguindo com Lahm no meio-campo.

VAVEL Logo