Juventus fecha pequenas negociações para tentar grande reforço

A Juventus não tem sido um time de grandes investimentos. Todavia, as negociações de valores menores têm sido frequentes na gestão do presidente Andrea Agnelli. A direção esportiva do clube, comandada pela dupla Giuseppe Marotta e Fabio Paratici, segue de olho em negociações não tão caras que já começaram nesta semana, anunciando a aquisição de Kingsley Coman, Stefano Sturaro, Luca Marrone e a cessão de Federico Peluso e, acima de tudo, Mirko Vucinic.

Os últimos dias têm sido de documentos oficializados pela Velha Senhora na sede da liga de futebol italiano (a Lega Calcio). De maneira surpreendente e veloz, o clube fechou com o Genoa pelo talentoso debutante da Serie A recém encerrada, Stefano Sturaro. O jovem foi adquirido por € 5,5 milhões e pode render outros bônus ao time genovês em outras temporadas quando for para Juve, já que está temporada começará em agosto, o atleta seguirá no time rossoblù como empréstimo gratuito.

A oficialização seguinte, apesar de não ter sido apresentado, é o jovem Kingsley Coman, de 18 anos, que veio do Paris Saint Germain de maneira gratuita, visto que não aceitou o primeiro contrato acima da idade permitida junto à equipe parisinse. Coman é o mais jovem debutante da equipe de Paris em toda a história e é considerado uma das grandes revelações para o futuro ataque dos Les Bleus.

Nesta quinta-feira (03), o clube de Turim oficializou também a ida de Peluso para o Sassuolo, além do retorno de Marrone (que pertencia 50% a cada clube), que rendeu aos cofres do time de Reggio Emilia uma cifra de € 500 mil a ser paga de maneira parcelada. Marrone que é da base da Juve e pode ficar, mas também pode ser envolvido em outra negociação sem envolver dinheiro à vista.

Por fim, o dia se encerrou com uma oficialização nem do clube e nem da federação, mas sim do próprio atleta. Mirko Vucinic deixou a Juventus depois de três anos (três títulos nacionais e duas Supercopas Italianas) para assinar com o Al Jazira e rendeu aos cofres da atual campeã italiana um valor considerável de € 6 milhões, além de um alívio no montante salarial de € 3,5 milhões anuais que o jogador recebia.

O objetivo da diretoria é usar esse dinheiro, além do adquirido com as vendas de Immobile e Zaza, para trazer nomes como Iturbe, Morata e/ou Ibarbo. Mercado aberto a pouco e muito a ser movimentado nessa janela de transferências europeias.

VAVEL Logo