Lyon vence Evian em casa e assume liderança provisória da Ligue 1

Neste sábado (2), o Olympique Lyonnais recebeu o Evian no Stade de Gerland e venceu por 2 a 0 uma partida sem grandes dificuldades pela 35ª rodada da Ligue 1. Os dois gols foram marcados no primeiro tempo e em lances de bola parada. Grenier abriu o placar em cobrança de falta e Lacazette ampliou marcando de pênalti para fechar o placar.

A vitória coloca o Lyon provisoriamente na liderança da Ligue 1 com 71 pontos e pressiona o Paris Saint-Germain, que joga no domingo (3), fora de casa contra o Nantes. Já o Evian segue na antepenúltima posição e pode ver seus concorrentes diretos abrirem vantagem e ter a sua situação complicada na luta contra a queda para a Ligue 2.

Hubert Fournier não pôde contar com dois atletas para o duelo frente ao Evian. O zagueiro Milan Bisevac, que operou o joelho, e o meia Yoann Gourcuff, que tem problemas na coxa, estão em recuperação de lesão.

Pelo lado do Evian, três jogadores não estavam à disposição de Pascal Dupraz. O lateral Kassim Abdallah, o meia Cédric Barbosa e o goleiro Jesper Hansen estavam entregues ao departamento médico e desfalcaram o ETG.

Na próxima rodada, o Lyon irá até da Baixa Normandia enfrentar a equipe do Caen no sábado (9), enquanto o Evian joga horas mais tarde, em casa, contra o Stade de Reims em confronto direto para a fuga contra a queda para a Ligue 2.

Bola parada e pênalti colocam o Lyon na frente

O Lyon foi superior do que o Evian na maior parte da primeira etapa, por conta de seu esquema ofensivo. Apesar de ter a superioridade na posse de bola, a equipe da casa tinha dificuldades em levar a bola mais adiante no último terço por conta da postura recuada do Evian, que tinha suas linhas bastante próximas e cedia pouco espaço no centro do campo para os homens de frente do Lyon. Mesmo com um bom desempenho defensivo, os visitantes não conseguiam produzir algo com a bola no pé, justamente pela postura do Lyon, que manteve seus jogadores adiantados e exercendo uma pressão que dava pouco espaço para o adversário construir as suas jogadas.

Aos 21 minutos, a superioridade do Lyon se transformou em gol em um lance originado justamente na zona onde os jogadores de Hubert Fournier tinham dificuldade em dar seguimento a uma jogada. Apesar de não conseguir concluir um lance de ataque, pela qualidade técnica, o Lyon conseguia originar faltas por conta dos duelos entre defesa contra ataque. E em um desses duelos que resultou em falta, Clément Grenier teve a chance de cobrar um tiro livre e colocou a bola no fundo das redes do goleiro Benjamin Leroy para marcar o 1 a 0 para o time da casa.

Após sofrer o gol, o Evian passou a ter mais a posse da bola, mas a dificuldade de jogar da equipe visitante era clara, principalmente na hora de dominar a bola em cada passe efetuado dentro do campo do Lyon. O lado esquerdo foi mais efetivo com Clarck Nsikulu, mas o ponta do Evian não tinha muitas opções do que fazer com a bola pela falta de apoio e pela incapacidade de imaginar outro tipo de jogada.

Aos 37 minutos, após um lance de escanteio, o Lyon chegou ao segundo gol. Em disputa de bola, o lateral Youssouf Sabaly subiu o pé de forma perigosa ao disputar bola com Corentin Tolisso dentro da área e o árbitro não hesitou em marcar a penalidade. Alexandre Lacazette cobrou o pênalti de forma indefensável para o gol de Leroy e aumentou a vantagem do Lyon pouco antes do fim da primeira etapa diante de um adversário inanimado.

Lyon controla partida diante de um Evian pouco inspirado

Na volta do segundo tempo, a arbitragem passou por uma decisão polêmica. Num contra-ataque, o Lyon conseguiu fazer o 3 a 0 e só depois do gol ter sido marcado, a posição de impedimento de Clinton Njie foi assinalada, após o gol ter sido anulado numa conversa entre o árbitro e seu auxiliar.

Com a vantagem, o Lyon optou por assumir uma postura mais recuada dentro de campo, explorando principalmente os contra-ataques, acionando os dois homens de frente. Apesar de parecer uma postura arriscada, somada ao fato de Pascal Dupraz ter realizado alterações em sua equipe, o Evian seguiu com dificuldades em produzir alguma jogada efetiva dentro do campo do adversário e não fez o goleiro Anthony Lopes trabalhar muito, a não ser arriscando chutes de longa distância ou forçando cruzamentos para a grande área. Em um desses cruzamentos, Nsikulu teve a chance de diminuir o placar aos 25 minutos, mas não foi preciso na hora de cabecear a bola e desperdiçou a chance de diminuir para o Evian.

Na reta final da partida, Nabil Fekir protagonizou os lances ofensivos da equipe do Lyon e em uma das várias oportunidades, o jovem atacante quase transformou uma chance em gol, sendo que obrigou o goleiro Benjamin Leroy a executar uma defesa com as pontas dos dedos para colocar a bola na trave em uma cobrança de falta. Com o 2 a 0 sendo um placar mais que seguro, o Lyon não teve dificuldades em manter a partida sob seu controle e conquistou mais três pontos contra um Evian pouco ameaçador, justificando o motivo de estar na 18ª posição da Ligue 1.

VAVEL Logo