Prévias La Liga 2015/16: Eibar

O Eibar é outra equipe que já faz sua pré-temporada, tendo em vista a Liga 2015/2016. A equipe é uma das menores da Primeira Divisão, mas que pode sentir o sabor de subir à Elite espanhola após uma bela campanha na Liga Adelante. Apesar das boas sensações no inicio da temporada, os bascos foram do céu ao inferno, sendo rebaixados em seu primeiro ano. Mas o rebaixamento do Eibar por questões econômicas garantiu a permanência aos Armeros.

A equipe guipúscoana teve uma das piores campanhas: foram apenas nove vitórias, oito empates e 21 derrotas, terminando em 18º lugar. A queda vertiginosa da equipe no segundo turno, após um começo surpreendente, foi um dos principais fatores que tornaram a campanha basca uma das piores.

Com o calendário já definido, o Eibar terá um dos inicios mais complicados entre todas as equipes. Apesar de estrear contra o Granada, fora de casa, no dia 22, este será um dos jogos mais fáceis nesta sequência, que conta com Athletic de Bilbao, Atlético de Madrid e Celta de Vigo.

Quinze incorporações para transformar os Armeros

O Eibar é, de longe, uma das equipes que mais contratou nesta temporada: foram 15 novos jogadores transferidos para as linhas bascas; destes, 12 em apenas um mês. Mas, tantas contratações não foram por nada: a diretoria procurou dar um salto de qualidade no plantel, combinando experiência e juventude, para trazer força, técnica e variações para José Luis Mendilibar.

Outro ponto notável foi o local onde o Eibar foi procurar suas novas peças: na Liga Adelante. Ao contrário da temporada passada, em que Garitano procurou jogadores já adaptados ao futebol de elite, o investimento caiu em destaques da Segunda Divisão, como David Juncá e Keko, ambos vindo de uma boa pré-temporada.

Um problema que se espera ser resolvido também são os gols. Com a saída do principal goleador da equipe, Piovaccari, o ataque fica a cargo dos jovens Borja Bastón e Sergi Enrich. O meio-campo foi outro setor que sofreu um salto de qualidade. A chegada de Adrián Rodriguez e Simone Verdi pretende trazer criatividade à parte ofensiva da equipe.

Porém, nem tudo foi apenas incorporações. As baixas do Eibar contaram 15 jogadores, com jogadores importantes incluídos como Piovaccari, que se transferiu para a Sampdoria; Javi Lara e Borja Fernández, que foram para o Atlético de Kolkata. Outro motivo que levou a renovação por parte de Mendilibar, que não poderá contar com a cantera nesta temporada, pelo pequeno número de jogadores.

Novo treinador, novo conceito

Com a chegada de Mendilibar, o Eibar passou por uma incorporação de jogadores em massa. Com o crescimento do plantes e de seu crescimento, o treinador basco tem um projeto ousado e fora de sua zona de conforto.

Em tese, partirá de um 4-2-3-1, com Keko, Enrich ou Borja e Berjón ou Nieto na parte da frente. O reforço na defesa virá dos dois volantes, Dani García e Adrián, enquanto a criação de jogadas ficará na responsabilidade de Arrubarrena, uma das principais peças desta equipe. Em jogos como mandante, esta formação se transformará em um 4-4-2.

Mendilibar quer uma equipe agressiva, que pressione o adversário e o faça jogar em seu campo de defesa. Uma marca do futebol espanhol que encantou o mundo entre 2008 e 2012. Porém, ao contrário de Garitano, que tinha ousadia, mas não um plano B, o basco foi mais cuidadoso. Durante a pré-temporada, trabalhou uma segunda opção mais segura, com o jogo concentrado no meio-campo, com compactação e investimento nos contra-ataques.

As linhas mais altas, junto com a pressão, trarão mais benefícios ao ataque do Eibar e menos problemas para a defesa do que na temporada passada, em que sofreu 55 gols, enquanto marcou apenas 34. Porém, a adaptação aos novos conceitos de Mendilibar, em assumir riscos e variações táticas, são o grande desafio desta temporada.

A melhor opção para crescer

José Luis Mendilibar não é nenhuma cara nova em Ipurua. O basco já tinha uma passagem pelo Eibar, em 2004/05 e foi uma escolha segura da diretoria armera. Depois de dois acessos seguidos na era mais bem sucedida na história do clube, a missão do treinador é difícil: tornar a equipe ainda melhor, além de lutar pela permanência na elite.

O treinador basco vem como aposta para continuar o bom ciclo armero. (David Ramos/Getty Images)

Mendilibar é considerada uma boa aposta do Eibar, apesar das passagens fracassadas pelo Osasuna e Levante, onde durou apenas nove rodadas. Apesar de caminhos diferentes, o ex e o atual comandantes do Eibar são muitos similares em sua filosofia de jogo, direto e rápido. Porém, Mendilibar procurará mais agressividade e intensidade, mas precisará recuperar o rendimento da defesa armera para voltar a ser um adversário difícil.

VAVEL Logo