Com goleiros falhando para os dois lados, PSG apenas empata com Bordeaux em casa

Trapp e Carrasso foram determinantes para sacramentar o resultado da partida; Visitantes tiram pontos e fazem o Paris Saint-Germain sofrer seus primeiros gols na Ligue 1

Com goleiros falhando para os dois lados, PSG apenas empata com Bordeaux em casa
(Franck Fife/Getty Images)
PSG
2 2
Bordeaux
PSG: Trapp; Aurier, Marquinhos, Thiago Silva, Maxwell (Kurzawa 20’ 2ºT); Thiago Motta, Verratti, Matuidi (Rabiot 29’ 2ºT); Di María, Cavani, Lucas (Lavezzi 26’ 2ºT). Treinador: Laurent Blanc
Bordeaux: Carrasso; Guilbert, Pablo, Pallois, Poundje; Saivet, Traoré (Gajic - Intervalo), Poko, Khazri (Contento 40’ 2ºT), Maurice-Belay; Crivelli (Jussiê 30’ 2ºT). Treinador: Willy Sagnol
Placar: 1-0, Cavani, 27’/2ºT; 1-1, Trapp (contra), 27’/2ºT; 2-1, Cavani, 34’/2ºT; 2-2, Khazri, 34’/2ºT
ÁRBITRO: Antony Gautier (FRA), auxiliado por Mickaël Annonier (FRA) e Cedric Moreau (FRA). Cartões amarelos: Saivet (32' 1ºT), Aurier (10’ 2ºT), Poko (25’ 2ºT), Saivet (31’ 2ºT), Cavani (pós-jogo), Maurice-Belay (pós-jogo). Cartões vermelhos: Saivet (31’ 2ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 5ª rodada da Ligue 1 2014/2015. Local: Parc des Princes, em Paris. público: - espectadores

Na abertura da 5ª rodada da Ligue 1, Paris Saint-Germain e Girondins de Bordeaux viram seus goleiros falharem de forma feia na partida em que terminou empatada 2 a 2. Enquanto Cédric Carrasso falhou numa saída de gol e não reagiu a tempo de impedir o gol de falta de Cavani, Kevin Trapp colocou a bola para dentro de seu próprio gol no primeiro empate do GdB na partida e entregou o gol de empate quando foi pressionado por Wahbi Khazri.

Apesar do empate, o PSG ainda segue na ponta com 13 pontos, uma diferença considerável para o Stade de Reims, segundo colocado na tabela já no início de temporada. O Bordeaux segue na metade da tabela ocupando a 9ª colocação com seis pontos empatado com a equipe do Caen.

Laurent Blanc não pôde contar com Javier Pastore e Zlatan Ibrahimovic para o duelo frente ao Bordeaux. Enquanto o argentino está recuperando a forma física treinando de forma separada do elenco principal, o atacante sueco esteve indisponível por ter problemas no abdômen e foi poupado. Entretanto, o treinador do PSG promoveu a primeira partida de Di María como titular na Ligue 1.

Willy Sagnol teve vários desfalques para a partida desta tarde. Seis jogadores foram barrados pelo departamento médico e dois cumpriram suspensão. Considerados dúvidas até o último momento, o uruguaio Diego Rolan e o atacante Enzo Crivelli foram integrados ao grupo que viajou até Paris.

Na 6ª rodada, o PSG irá até o norte da França enfrentar o Stade de Reims no sábado da próxima semana (19) ao 12h30. Já o Bordeaux entra em campo um dia depois (20) e recebe o Toulouse em sua casa às 9h da manhã.

Goleiros falham, Cavani marca duas vezes e PSG sai na frente

Os primeiros minutos de jogo mostraram um Bordeaux bastante aplicado sem a bola, impedindo que o PSG causasse dano em seus ataques principalmente pelo centro do campo por ter um sistema de cobertura eficiente. Abusando da individualidade, o PSG não tinha suas jogadas no campo ofensivo finalizadas de forma efetiva e, contra adversários fisicamente capazes, não mostrava resistência na pressão que o Bordeaux exercia no seu próprio campo para defender a área de Cédric Carrasso.

Apesar de mostrar um bom desempenho com a bola nos momentos de organização no campo defensivo, a equipe do Bordeaux sentia falta de mais qualidade nos últimos terços do campo e, se não fosse por jogadas associadas trabalhadas nos flancos, a dificuldade em progredir no campo era clara. Mesmo com seus problemas, o Bordeaux tinha espaço por conta da postura ofensiva e do posicionamento alto da defesa do PSG e chegou a ameaçar o gol de Kevin Trapp aos 14 minutos. Por outro lado, o risco em assumir uma postura ofensiva, adiantando suas linhas e criando situações de apoio, deixava o time visitante com poucas alternativas além de seguir na defensiva.

Se por méritos próprios o Paris Saint-Germain não transformava o domínio em gols, foi necessário um erro do Bordeaux para a equipe da casa abrir o placar. Carrasso não encaixou a bola após executar uma saída do gol e deixou Edinson Cavani em uma excelente situação para abrir o placar, já que conseguiu eliminar o goleiro da jogada e ter o gol livre para finalizar e fazer o 1 a 0.

Kevin Trapp, contratado junto ao Frankfurt no início da temporada, não havia tido muito trabalho na Ligue 1 até então. Mostrando segurança nos poucos momentos que foi exigido, o goleiro alemão, que viu Carrasso falhar minutos antes, não deixou por menos e também entregou o gol de empate para o Bordeaux numa cobrança de escanteio que foi desviada por Henri Saivet antes de Trapp empurrar as bola para as redes, marcando o primeiro gol sofrido pelos Parisiens na Ligue 1 na atual temporada.

Aos 33 minutos, o PSG voltou a assumir a dianteira no placar após Cavani marcar um belo gol de falta após Lucas ter sido derrubado na entrada da área. Depois de sofrer o 2 a 1, a postura do Bordeaux não era mais a mesma nos momentos de organização defensiva e o time começou a ceder espaços para os jogadores mais habilidosos do PSG.

Di María teve a chance de ampliar em mais um erro de saída de bola do Bordeaux aos 41 minutos, mas o argentino não tirou a bola do alcance de Carrasso mesmo no um a um e o goleiro adversário conseguiu executar a defesa impedindo o 3 a 1. Com o ritmo acelerado, restou aos visitantes esperarem o fim da primeira etapa para não saírem de campo com um prejuízo ainda maior.

Trapp falha mais uma vez e Khazri sela empate para os vistantes

A segunda etapa teve início semelhante ao da primeira, com o PSG dominando o jogo e Bordeaux bastante concentrado sem a bola e sem muito repertório com a posse e o PSG dominando o jogo, com dificuldades para avançar no campo adversário pela falta de coletividade e técnica no último terço para criar situações de finalização.

Aos 20 minutos Laurent Blanc promoveu a estreia de Laywin Kurzawa num segundo tempo em que as duas equipes protagonizaram poucos momentos importantes. Enquanto Di María teve um chute bloqueado por Nicolas Pallois aos 10 minutos, o Bordeaux chegou perto de empatar a partida num lance de bola parada aos 23, mas a falta de qualidade mais uma vez ficou clara pelos lados do GdB.

Se a situação do Bordeaux já não era das melhores com onze em campo, a equipe de Willy Sagnol se complicou quando Henri Saivet recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso aos 31 minutos de jogo. Quando a partida parecia encaminhada para mais uma vitória do PSG, Kevin Trapp falhou mais uma vez e cedeu na pressão exercida por Wahbi Khazri. O meia tunisiano roubou a bola diante do gol do alemão e não teve nenhum trabalho em empatar a partida para os visitantes.

Já na reta final da partida, Carrasso finalmente brilhou na partida ao impedir o gol de Lavezzi ao realizar a defesa num chute executado de fora da área. Com um a menos, restou ao Bordeaux resistir a cada investida do PSG e, com sucesso, os Girondins arrancaram um empate diante do clube mais poderoso da França. Após o apito do árbitro, Cavani e Maurice-Belay se envolveram numa confusão, que foi apartada de forma rápida e os dois foram advertidos com cartão amarelo.