Prefeito de Londres dá carta-branca aos planos do Tottenham de reestruturação do estádio
Foto do projeto Nothumberland que tomará parte como novo estádio do time londrino (Foto: Divulgação / Tottenham)

O Projeto de Desenvolimento Nothumberland - como é chamado inicialmente o planejamento da construção do complexo que abrigará a nova casa do Tottenham Hotspur - recebeu aprovação do prefeito da histórica capital inglesa, Boris Johnson como anunciado nessa quinta-feira pelo próprio site do clube e pelos veículos de mídia britânicos.

As obras estão estimadas em 400 milhões de libras esterlinas (algo equivalente na cotação atual a 2,2 bilhões de reais) que serão investidas apenas na construção da arena, apesar  do projeto envolver não só a criação de um novo estádio vizinho ao atual e - segundo declaração do próprio prefeito Johnson - icônico White Hart Lane, mas englobar também uma combinação de casas, quartos de hotel, posto de saúde para a comunidade local, uma instalação para esportes radicais, supermercado, universidade tecnológica, além de museu, loja do clube e novo prédio administrativo para o norte de Londres, fazendo o orçamento subir para 675 a 700 milhões de libras (3,7 a 3,9 bilhões de reais).

O plano é de que a nova arena tenha uma capacidade entre 55.000 e 61.000 expectadores - o que significa um grande aumento relativo aos 36.284 abrigados pelo estádio vigente - e que esteja pronto para a temporada 2018/19 da Premier League. Espera-se que o novo palco abrigue jogos da NFL e outros eventos de diversas sortes, fazendo com que o gramado seja retrátil.

Apesar de ter muita consideração pelo histório estádio, Boris Johnson vê com bons olhos o projeto que acabou de aprovar: "White Hart Lane já é um estádio icônico, embrenhado na história e a nova casa não apenas terá o dobro de sua capacidade, mas providenciará instalações de classe mundial para assistir o futebol da Premier League, eventos esportivos internacionais e concertos no coração da capital". "O estádio será também o ponto focal de um movimento mor para regenerar Tottenham (o bairro, não o clube), dando um novo respiro de vida à área, criando empregos e impulsionando crescimento", arremata o prefeito sobre como o projeto será benéfico, também para a comunidade.

Sobre o assunto, vale conferir a declaração do próprio presidente do Spurs, Daniel Levy, que diz: "Isto evidencia ainda outro marco maior para esse complexo e vital esquema e somos gratos ao prefeiro por seu contínuo suporte. Continuamos focados em completar os estágios finais do processo de planejamento". "Estamos orgulhosos de ser parte deste importante passo a frente para uma área que tem sido nossa casa por mais de 130 anos e onde nós temos a obrigação de continuar a viver e fazer nossa parte", completa Levy sobre a importância da localização no projeto.

VAVEL Logo