Racing e Universidad de Chile desperdiçam muitas chances e ficam no empate na Libertadores
O venezuelano Soteldo foi o grande nome do jogo (Foto: Reprodução/Twitter @RacingClub)

Em partida quente na noite desta terça-feira (3), Racing e Universidad de Chile empataram em 1 a 1 no Estádio Nacional de Santiago e dividem a liderança do Grupo 5 da Copa Libertadores com quatro pontos.

O jogo começou animado. Atuando diante de sua torcida, La U partida para cima e tentava aproveitar os muitos erros da defesa da Academia. Além disso, os jogadores dos dois times demonstravam mutia vontade em divididas de sair faísca. Centurión e Reyes se desentenderam e quase causaram uma confusão generalizada ainda no começo. Todos os ingrediente de uma boa partida de Libertadores estavam presentes no campo na capital chilena, que terminaria com cartão amarelo para metade dos atletas.

Grande nome do Racing na primeira rodada, Lautaro Martínez não conseguiu repetir a boa atuação da estreia. O jovem teve três grandes chances para marcar antes do intervalo, mas não conseguiu balançar as redes de Johnny Herrera. Quem conseguiu foi o veterano David Pizarro. Após boa enfiada de bola de Araos, Soteldo finalizou, Musso defendeu com a perna e Pizarro aproveitou o rebote para abrir o placar para a Universidad de Chile. Aos 22, em cobrança de falta, com colaboração da barreira, o ex-Flamengo Alejandro Donatti deixou tudo igual.

Logo no começo da segunda etapa, Pinilla acertou um belo chute de sem-pulo, obrigando Musso a fazer boa defesa. Depois foi a vez do Racing ter uma sequência inacreditável. Em bom contra-ataque, Lautaro tocou para Neri Cardozo. Cara a cara com o goleiro, o meia argentino adiantou a bola demais e Herrera ficou com a pelota. Pouco depois, Nery Domínguez recebeu na entrada da área, soltou a bomba. Johnny Herrera ainda deu um leve desviou antes da bola explodir no travessão.

No minuto seguinte, o venezuelano Yeferson Soteldo fez um carnaval no meio de campo, driblando três argentinos e só foi parado com falta. Diego Rodríguez, que já tinha amarelo, acabou expulso. Com um a mais La U começou a tentar ir para a base do abafa. Os chilenos ainda pediram dois pênaltis, em lances de Sigali em Pinilla e de Musso em Díaz, ambos não assinalados por Enrique Cáceres. Na base dos cruzamentos, e das jogadas de Soteldo, os donos da casa tentavam a vitória, mas não conseguiram furara o bloqueio argentino.

Com o empate, o Racing lidera o Grupo 5 com os mesmos quatro pontos da Universidad de Chile, mas com um gol de saldo a mais. Cruzeiro e Vasco, que se enfrentam nesta quinta-feira em Belo Horizonte, ainda não pontuaram

VAVEL Logo