É tempo de Quaresma para Portugal

Convocado por Fernando Santos, esta será a primeira Copa do Mundo do atacante Quaresma

É tempo de Quaresma para Portugal
Ricardo Quaresma, convocado para disputar a Copa do Mundo por Portugal (Foto: Getty Imagens)

Nascido em 26 de setembro de 1983, em Lisboa, Ricardo Andrade Quaresma Bernardo é um dos jogadores portugueses mais conhecidos em atividade hoje em dia, mas vê-lo jogar uma Copa do Mundo é novidade. Convocado na última quinta-feira (17) pelo treinador Fernando Santos, este será o primeiro mundial do atacante de 34 anos.

Amigo pessoal de seu capitão e melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, ambos se conheceram já na base do Sporting de Portugal. Quaresma, por ser um ano mais velho, foi aproveitado primeiro no time profissional e estreou na temporada 2000/01, com apenas 17 anos no clássico contra o Porto. No mesmo ano conquistou o Campeonato Português e a Taça de Portugal.

Na temporada 2003/04, o clube estava mal financeiramente e decidiu vender suas joias, Ronaldo para o Manchester United e Quaresma para o Barcelona por 6 milhões de euros.  

Quaresma foi frequentador assíduo das seleções de base de Portugal, campeão europeu sub-17 em 2000. Sua estreia na seleção principal ocorreu apenas em 2003, em um amistoso contra a Bolívia, mesmo sendo especulado para a Copa de 2002.

No ano seguinte, sofreu uma lesão no pé direito que o tirou da Eurocopa de 2004, em casa, onde os portugueses foram vice-campeões. Em seguida, outra frustração. Próximo da Copa na Alemanha, o atacante não fez parte da preparação para o Mundial tendo sido convocado apenas para o amistoso contra Eslováquia. Assim, ficara de fora da Copa de 2006 por opção de Luís Felipe Scolari, o que causou grande polêmica na imprensa.

Após a 4° colocação na Alemanha, Felipão passou a convoca-lo com frequência sendo titular, novamente ao lado de Cristiano Ronaldo e chamado para Eurocopa de 2008 sediada na Áustria e Suíça.

Eliminados pela Alemanha nas quartas-de-final, Scolari deixou a seleção rumo ao Chelsea e levando com ele as chances de Quaresma na seleção. Mas sua fase no novo clube, a Inter de Milão, também não era das melhores. Chegou a ser emprestado ao Chelsea, indicado pelo ex-treinador da seleção, mas com quem não teve oportunidade já que em poucos dias de sua chegada, Scolari havia sido demitido e o atacante não teve muitas atuações o deixando de fora dos convocados para a África em 2010.

Em junho do mesmo ano, desembarcou na Turquia por 3 anos com o Besiktas. Em 2012, discutiu com o treinador Carlos Carvalhal no vestiário, intervalo do da partida contra o Atlético de Madrid pelas oitavas-de-final da Liga Europa. Ao ser informado que seria substituído, o jogador se exaltou ao técnico: “Tu não vales nada”, esbravejou o atacante.

O impasse fez com que o clube residisse seu contrato, levando-o para o Al-Ahil, dos Emirados Árabes. Com apenas 10 jogos disputados, acertou sua rescisão com o clube para voltar ao Porto, onde atuou de 2004 à 2008. Em casa novamente, encontrou o seu bom futebol, mas não o suficiente para traze-lo ao Brasil por Paulo Bento no último mundial.

Fernando Santos assumiu os portugueses em setembro de 2014 e volta a convocar o jogador, e dessa vez, não saiu mais. Disputou a histórica Eurocopa de 2016 vencida pelos gajos, com um gol decisivo na vitória por 1 a 0 sobre a Croácia.

Quaresma tem origem cigana e não esconde que algumas vezes sofre preconceito por isso no futebol: “Aos olhos dos outros, eu sempre fui o culpado de tudo. Há muita gente que diz que não há racismo, e eu só posso rir disso. Por ser cigano, o alvo de tudo era eu”, declarou o português. Agora, Quaresma terá a chance de provar seu valor disputando sua primeira Copa do Mundo na Rússia.

Aos 34 anos, Quaresma fará sua estreia pela Seleção Portuguesa em uma Copa do Mundo no dia 15 de junho contra a Espanha, em Sochi.