Jogou como sempre, ganhou como nunca: México derrota Alemanha após 33 anos

Jogou como sempre, ganhou como nunca: México derrota Alemanha após 33 anos

Atuais campeões foram derrotados pela primeira vez em estreia de Copa do Mundo; Lozano decidiu placar em Moscou

flavio-mello
Flávio Mello

O jogo de abertura do Grupo F da Copa do Mundo envolveu fortes emoções neste domingo (17). Alemanha e México protagonizaram uma partida muito movimentada no Luzhniki Stadium, em Moscou. A partida terminou com vitória dos mexicanos, que garantiram os três pontos com gol de Hirving Lozano.

A seleção mexicana consegue a primeira vitória diante dos alemães em competições oficiais, depois de duas derrotas em partidas válidas pela Copa das Confererações: 4 a 3 em 2005 e 4 a 1 em 2017. Os atuais campões da Copa do Mundo perdem um partida em estreia na competição pela primeira vez.

O retrospecto do confronto entre Alemanha x México é completamente favorável aos tetracampeões mundiais. Em jogos oficiais, são 11 jogos, com cinco vitórias germânicas, cinco empates e uma vitória mexicana.

A equipe da Alemanha agora enfrenta a Suécia pela segunda rodada da fase de grupos, no sábado (23), às 15h, horário de Brasília, no Estádio Olímpico de Sochi. O México enfrenta a Coreia do Sul no mesmo dia, às 12h00, na Arena Rostov.

Estratégia mexicana funciona e time sai na frente

A equipe de Joachim Low iniciou a partida com o domínio da posse de bola, o que já era esperado. No entanto, os comandados de Juan Carlos Osório se portaram muito bem na defesa, explorando contra-golpes pelo lado esquerdo do ataque, com muito espaço cedido por Joshua Kimmich e com pouca proteção oferecida pelos meio-campistas Khedira e Toni Kroos.

O México levou muito perigo com descidas de Hirving Lozano e Carlos Vela e aos 35 minutos, em contra-ataque bem tramado, Hirving Lozano recebeu passe de Chicharito Hernandéz, cortou Ozil e chutou com força no canto direito de Manuel Neuer, 1 a 0 México.

Alemanha pressiona, mas México segura vitória

No segundo tempo, as propostas seguiram as mesmas, a equipe alemã seguiu cedendo muitos espaços para o México, que desperdiçou oportunidades de sacramentar a vitória.

Juan Carlos Osório mexeu na equipe, reforçando mais ainda a proposta defensiva, e deu certo. O time alemão não foi eficiente no ataque, mesmo depois da entrada de Marco Reus, Mario Gomez e Julian Brandt e foi parado pelo paredão verde e o pelo goleiro Ochoa.

VAVEL Logo
CHAT