Alegando problemas pessoais, Luis Enrique deixa comando da Espanha
Foto:Divulgação/Selección Española de Fútbol

Com uma breve passagem treinando os espanhóis, Luis Enrique deixa o comando da seleção. O mesmo alegou ter problemas pessoais e que isso estaria o impedindo de levar seu trabalho para frente. Essa mesma questão já fez o treinador se ausentar de três partidas na época das eliminatórias para Eurocopa contra Malta, Suécia e Ilhas Faroe.

Nessas ocasiões foi Robert Moreno que comandou os jogadores e agora ficará em definitivo com a saída de Luis Enrique. O espanhol que teve seu trabalho mais recente no Barcelona, onde acabou conquistando a tríplice coroa,  assumiu logo após a eliminação precoce da Espanha na Copa do Mundo da Rússia ainda nas oitavas de final.

Na coletiva de impressa em que anunciou sua saída, o técnico foi bastante direto em dizer que havia problemas que no momento o impediam de seguir em frente na seleção, mas não deu muitas pistas sobre o que poderia.

"Devido ao fato dos motivos que me impediram de desenvolver com normalidade minhas funções como técnico desde março continuarem até hoje, decidi deixar o cargo", declarou.

Logo em seguida, o Rubiales, diretor de seleção espanhola, mostrou uma confiança no trabalho de Moreno que já teve um retrospecto positivo nas partidas em que ficou do lugar de Luis Enrique e ainda afirmou que confia no novo treinador para levar a Espanha para alcançar seus principais objetivos.

"A decisão da RFEF é confiar em Robert como treinador, com a mesma duração que estava assinada, eles serão os encarregados de nos levar à Eurocopa", disse o diretor.

Luis esteve à frente de somente 10 jogos com a seleção espanhola. Com oito vitórias e com apenas duas derrotas, ele deixa seu legado curto mas com um retrospecto.

VAVEL Logo