Em busca do título inédito, Manchester City e Lyon medem forças por vaga na semifinal

Foto: Divulgação / Manchester City

Guardiola tenta ir mais longe e os Gones querem voltar às semifinais. Neste sábado (15), o Manchester City encara o Olympique Lyonnais pelas quartas de final da Champions League no Estádio José Alvalade, em Lisboa, Portugal. O técnico dos Citizens Pep Guardiola ainda não atingiu às semifinais no comando dos ingleses; já o Lyon tenta voltar ao grupo dos quatro melhores dez anos depois de terem feito história.

As duas equipes não têm muitos confrontos entre si para recordar, mas o Lyon certamente lembra da vitória por 2 a 1 em partida válida pela fase de grupos da competição na temporada 2018/19. Na ocasião, Maxwel Cornet (ainda no Lyon) e Nabir Fekir (hoje no Bétis, da Espanha) marcaram os gols na vitória fora de casa. No jogo de volta, Cornet marcou mais dois e ajudou os Gones a empatar com o City por 2 a 2.

Manchester City e Pep tentam alcançar o objetivo das últimas temporadas

Assim como o Lyon, o mais longe que os Citizens conseguiram chegar na Champions League foi até as semifinais do torneio, na edição 2015/16, sob o comando do técnico Manuel Pellegrini. Almejando voos maiores, o City contratou o multicampeão Pep Guardiola, que desde então não conseguiu ao menos repetir o feito do seu antecessor. Na Inglaterra, contudo, o protagonismo é absoluto. O Manchester City terminou a temporada 2019/20 da Premier Legue atrás apenas do campeão Liverpool, que impediu o tricampeonato dos Citizens. Na Copa da Liga Inglesa tiveram uma sorte melhor: foram campeões ao vencer o Aston Villa por 2 a 1. Na F.A. Cup o City caiu para o Arsenal nas semifinais. Apesar do bom desempenho dentro da Inglaterra, está na hora da equipe dar o próximo passo em busca do seu objeto de desejo nos últimos anos: “a orelhuda”, o troféu da Champions League.

Na atual edição, os Citizens vão muito bem, obrigado. O City somou 14 pontos no grupo C e avançou como líder do grupo que contou com a surpresa Atalanta (com direito à vitória por 5 a 1 para cima dos italianos). Nas oitavas de final, Pep e seus jogadores despacharam o Real Madrid, o maior campeão do torneio, ao vencer tanto em Madrid quanto em Manchester por 2 a 1 (4 a 2 no agregado).

Bernardo Silva, titular do time de Pep Guardiola, não vai poder reclamar por estar jogando a reta final da Champions em Lisboa. O jogador nasceu na capital portuguesa, tendo sido relevado pelo Benfica. Em entrevista, Bernardo admitiu que será ainda mais especial para ele caso o time se consagre campeão.

“Vencer esta competição sempre foi um objetivo para os jogadores e para o clube. Vai ser muito especial vencê-la. Para mim, ainda mais, porque é a minha cidade”, afirmou o camisa 20.

Provável escalação do Manchester City: Ederson; Walker, Fernandinho, Laporte, Mendy; Rodri, De Bruyne, David Silva; Phil Foden (Gündogan), Gabriel Jesus, Sterling.

Sob a batuta de Memphis Depay, o Lyon quer deixar mais um favorito pelo caminho

O posto de maior surpresa da Champions está disputado nesta edição, mas o Lyon é um ótimo candidato. Mesmo fazendo uma campanha apenas razoável no Campeonato Francês (terminando em sétimo na tabela), os Gones foram bastante sólidos nos torneios mata a mata que que disputaram. O Lyon perdeu apenas nos pênaltis o título da Copa da Liga Francesa contra o poderoso Paris Saint-Germain. O time foi despachado das semifinais da Copa da França pelo mesmo PSG. Na principal competição europeia, contudo, as chances de título ainda seguem vivas após eliminar a favorita Juventus fora de casa. Mas o time de Rudi Garcia não precisa levantar o troféu para voltar a fazer história: basta repetir o feito de 2010, há exatos dez anos, quando os franceses alcançaram as semifinais e só pararam no Bayern de Munique. Para isso, o holandês Memphis Depay precisa estar inspirado para manter sua média de um gol por jogo.

O Lyon avançou para as fases finais após somar oito pontos no grupo G e terminar com a última vaga do grupo, atrás do já classificado para as semis RB Leipzig. O ponto alto do time foi a vitória surpreendente na partida de ida contra a Juventus. Na volta, disputada na sexta-feira (7), o gol de pênalti marcado por Depay fez a diferença para os Gones avançarem graças à regra do gol fora de casa.

Em entrevista coletiva, o técnico Rudi Garcia se mostrou confiante para o jogo decisivo. Segundo o treinador, a equipe já mostrou que pode surpreender.

É mais difícil surpreender quando se joga uma eliminatória com jogos de ida e volta, mas, mesmo assim, conseguimos fazer isso contra a Juventus. Agora, em jogo único, acredito que temos chances de seguir em frente”, revelou Rudi Garcia.

Provável escalação do Lyon: Lopes; Denayer, Marcelo, Marçal; Dubois, Caqueret, Bruno Guimarães, Aouar, Cornet; Depay, Dembélé.

VAVEL Logo