Deu zebra! Young Boys vence Manchester United na estreia da Champions League
Foto: Divulgação / UEFA Champions League

Na tarde desta terça-feira (14), o Young Boys recebeu o Manchester United abrindo a temporada da UEFA Champions League, no Stade de Suisse. Os donos da casa venceram por 2 a 1 e aplicaram a primeira zebra da temporada. Os gols foram marcados por Moumi NgamaleuSiebatcheu, pelo lado dos suíços, e Cristiano Ronaldo, pelo lado dos Red Devils.

  • 30 minutos de plena superioridade inglesa

A equipe comandada por Ole Gunnar Solskjær veio com tudo que tem de melhor para a estreia na Champions League, apostando em um time ofensivo e com sua nova contratação, Cristiano Ronaldo,  fazendo sua reestreia no torneio com a camisa do Manchester United. Pelo clube, CR7 conquistou o torneio continental uma vez, além de três Premier Leagues e uma Bola de Ouro.

O início da partida foi de amplo domínio dos Red Devils. A equipe inglesa apostava em linhas altas, não deixando o suíços saírem jogando e atacava com muito perigo. O jogo belas beiradas de campo, principalmente pela direita, com Jadon Sancho e Wan-Bissaka fazendo a ultrapassagem, sempre resultavam em finalizações, além de jogadas pelo meio, com Bruno Fernandes e Paul Pogba, sempre achando Cristiano Ronaldo na área.

Fruto dessa intensidade, o Manchester United abriu o placar logo cedo, após uma jogada de velocidade do meio campo inglês. Bruno Fernandes recebeu na ponta esquerda e achou um lindo cruzamento de três dedos para  Cristiano Ronaldo. O camisa 7 estava livre no bico da pequena área - e dali ele não perdoa - bateu de primeira por baixo das pernas do goleiro e guardou na sua reestreia pelo Manchester United na Champions League.

 

O Manchester United chegava com perigo, sempre buscando o autor do primeiro gol. Entretanto, a equipe acabou desperdiçando suas chances e não conseguiu ampliar o placar

  • Expulsão de Wan-Bissaka e mudança completa no jogo

Aos 34 minutos, a equipe do Manchester United teve uma baixa enorme. O lateral direito Wan-Bissaka, que vinha sendo um dos destaques da equipe na partida, tanto ofensivamente, quanto ofensivamente, acabou indo para o chuveiro mais cedo. Após uma dividida duríssima com Martins Pereira, o lateral deixou as travas da chuteira no tornozelo do camisa 35 da equipe suíça. O juiz não hesitou e deu o vermelho direto para o 29 dos ingleses.

Com a expulsão, o panorama do jogo mudou completamente. Wan-Bissaka vinha sendo uma peça-chave na defesa e também no ataque, fazendo ultrapassagens por Jadon Sancho e ampliando o campo ofensivo do United. Logo após a expulsão, o semblante de Solskjær era de desespero, o jogador seria uma perda enorme para os Red Devils. 

Com um a menos, a equipe de Manchester se recuou, deixando o Cristiano Ronaldo isolado na frente e o resto do time inteiro atrás da linha da bola, chamando a equipe do Young Boys para o ataque.

Ainda no primeiro tempo, o Young Boys chegou com muito perigo, pelo buraco deixado pela expulsão de Wan-Bissaka no lado direito. Após ataque em velocidade, Fassnacht recebeu um cruzamento na medida e bateu cruzado, tirando tinta da trave de De Gea. O Young Boys não conseguiu empatar antes do intervalo e foram ao vestiário perdendo de um a zero.

  • Segundo tempo de ataque contra defesa

Com um a mais, a equipe suíça cresceu demais na partida e passou a controlar todas as ações ofensivas da partida. O Manchester United sofreu demais com a expulsão do camisa 29 e não conseguia ter a profundidade que tinha com o lateral e se fechou ainda mais. Sem conseguir receber a bola, o meio campo ficou sem criação e não conseguiam passar do meio de campo, só dava Young Boys. 

Com muito mais poder ofensivo e intensidade, o Young Boys chegava com perigo ao gol de De Gea, até que uma hora, o paredão de Manchester foi furado. Após uma jogada pelo meio, Meschack recebeu aberto na direita e cruzou rasteiro para Ngamaleu, que, entre os zagueiros, colocou para o fundo da rede.

Com o empate no placar, Solskjær fez uma substituição que mudou o rumo do jogo. Aos 25 minutos de segundo tempo, o treinador tirou o Cristiano Ronaldo para entrada de Jesse Lingard. Segundo o próprio treinador ao final da partida, a mudança foi feita porque o jogador havia corrido muito no último jogo contra o Newcastle e na partida hoje, e optou pelo Lingard por conta de sua velocidade.

O Young Boys seguia na pressão, porém, todas as bolas paravam nas mãos de De Gea. O goleiro espanhol fazia uma partida de gala e buscava de todas as formas assegurar o empate para o Manchester United. Porém, no último minuto dos acréscimos, aos 50', a mudança de Solskjær fez efeito, mas pro lado do time suíço.

Em uma falha grotesca na saída de bola, Jesse Lingard tentou um recuo ao goleiro mas a bola foi fraca demais e sobrou nos pés de Siebatcheu. O atacante bateu na saída de De Gea, que dessa vez não teve o que fazer, a bola morreu no fundo do gol e a torcida do time suíço explodiu. Não havia tempo para mais nada, era o gol da viória heroica do Young Boys!

Veja os melhores momentos!

  • Próximas partidas

Após essa vitória com V maiúsculo do time suíço, a equipe volta à campo neste domingo, às 11h, para enfrentar o Iliria, pelo campeonato nacional. Já os Red Devils enfrentam o West Ham, também neste domingo, às 10h, pela Premier League.

VAVEL Logo