Médico magnata suíço, Hansjörg Wyss é o favorito para aquisição do Chelsea
Foto: Divulgação mídias sociais

Com pressa para repassar a administração do Chelsea, Roman Abramovich está em negociações com Hansjörg Wyss, de 86 anos. Médico suíço e fundador da Synthes USA, a maior fabricante de aparelhos para estrutura facial, Wyss abre o jogo ao jornal Blick, onde revela estar conversando com o russo, apesar de ainda estar buscando mais parceiros para concretizar a proposta.

Wyss sabe do desejo de Abramovich em vender o Chelsea por 3 bilhões de libras. O atual proprietário dos Blues está disposto a perdoar 1,5 bilhão de libras em dívidas do clube com sua pessoa física e diz que usará o lucro da operação para ajudar a Ucrânia. Ainda assim, sua pedida para a venda do clube é considerada alta pelo médico.

Posso me imaginar assumindo o Chelsea com parceiros. Se eu comprar, é com um consórcio composto por seis ou sete investidores - Wyss, ao portal Blick.

Ao Blick, Hansjörg Wyss diz que Abramovich está vendendo suas mansões e demais pendências em Londres, mas paralelamente já ofereceu seu clube para ao menos 4 candidatos, são eles: Wyss, Todd Boehly, Stephen Ross e Jim Ratcliffe.

Negociação

Com patrimônio estimado em 4 bilhões de libras, Wyss já descarta assumir o clube de forma solo. O suíço inclusive, esboça se unir com Todd Boehly, um dos candidatos, que é dono do LA Dodgers, da NFL. 

Amigos, Boehly e Wyss já dividiram um empreendimento no passado, a Eldridge Industries (2015). Sem experiências no ramo futebolístico, eles cogitam terem de 6 até 7 sócios para a gestão dos Blues.

Apesar de ainda não haver proposta oficial, Wyss estima pagar menos do valor divulgado por Abramovich. O médico usará a pressa do russo em se desligar do Chelsea antes do governo inglês realizar novas sanções, inclusive tendo possibilidade de assegurar a gestão do time, tirando o controle do atual CEO em lucrar com a operação.

VAVEL Logo