Vinícius Belotti comenta primeiras experiências na Bulgária e projeta carreira na Europa
Divulgação/Arquivo pessoal

O lateral-direito Vinícius Belotti encontrou na Bulgária um lugar para retomar o alto nível de sua carreira de jogador profissional. Atualmente no Sevlievo, o jovem de apenas 23 anos vem sendo destaque do time na terceira divisão búlgara. No entanto, o começo da trajetória no país do leste europeu não foi dos melhores. Contratado pelo Spartak Pleven, da segunda divisão, Belotti não conseguiu ser inscrito pela equipe por conta de um atraso no envio da documentação. Com isso, foi emprestado para o Sevlievo.

“Infelizmente aconteceu esse problema, mas bola para a frente. Procuro aproveitar cada segundo aqui no Sevlievo e isso vem gerando bons frutos. Estou em um momento de transição de posição, atuando como extremo pelos dois lados. Muito feliz por ter evoluído minha parte ofensiva”, contou o jogador.

Com passagens pelo futebol brasileiro, português e italiano, ele também destacou a principal diferença desses países em relação ao jeito de jogar da Bulgária.

“O futebol búlgaro exige muito mais da força física que os demais. O jogo aqui depende muito do preparo físico. A língua também é um pouco complicada. Mas, considero que minha adaptação está sendo superpositiva. Estou fazendo gols, dando assistências e ajudando meu time”, ressaltou Vini.

Mesmo atuando em uma liga alternativa da Europa, Belotti acredita que com muito trabalho, consiga um dia jogar nos principais campeonatos do mundo. No entanto, seu principal sonho está fora das quatro linhas.

“Um dos meus objetivos é chegar no alto nível, jogar em uma das 5 ligas da Europa. Futebol é muito dinâmico. Um dia você está aqui, no outro está disputando uma Uefa Champions League. Mas meu sonho mesmo, é conseguir trazer minha família para perto de mim. São dez anos que estou longe, e isso faz muita falta”, finalizou o atleta do Sevlievo.

VAVEL Logo