Após desempenho inicial tenebroso, técnico Peter Stöger é demitido do Colônia

Treinador tirou equipe da segunda divisão para colocá-la em uma competição internacional depois de 25 anos, mas o fato de não vencer na Bundesliga em 14 rodadas foi fundamental para não sustentar sua permanência no cargo

Após desempenho inicial tenebroso, técnico Peter Stöger é demitido do Colônia
Foto: Soccrates Images/Getty Images

O ciclo de Peter Stöger no comando técnico do Colônia está encerrado. Há pouco mais de quatro anos nos Bodes, o treinador teve o contrato rescindido de maneira amigável após um início de temporada com frustração, desapontamento e desânimo. Um ano que poderia ser memorável pelo retorno do time a uma competição europeia depois de 25 anos pode terminar com o rebaixamento à 2. Bundesliga com um dos piores desempenhos da história do Campeonato Alemão.

No cargo desde julho de 2013, o austríaco comandou a equipe em 168 partidas. Foram 61 vitórias, 53 empates e 54 derrotas. Porém, a temporada 2017/2018 carrega números absurdos. Em 21 jogos, apenas quatro triunfos, três empates e 14 derrotas, com 21 gols marcados e 35 tentos sofridos. Nos campeonatos que disputa, péssima campanha. Na Uefa Europa League, o clube soma seis pontos e ocupa a terceira colocação no Grupo H e ainda tem chances de classificação à próxima fase na última rodada da fase de grupos, quando enfrenta o Estrela Vermelha. Na Bundesliga, apenas três pontos somados em 14 rodadas, sem conquistar nenhuma vitória, empatar três jogos e perder 11 vezes.

O presidente do Colônia, Werner Spinner, declarou que até pouco tempo atrás a confiança de que o trabalho de Peter Stöger poderia trazer uma reação era grande. Porém, com pouca evolução nos primeiros três meses da temporada, ficou difícil mantê-lo no cargo e a decisão vem como uma maneira de salvar o clube do rebaixamento no futebol alemão.

“Nossa responsabilidade é tentar tudo para ficar no campeonato. Até recentemente esperávamos que pudéssemos fazer isso em nosso grupo com Peter Stöger, sua comissão técnica e sua equipe. Apesar do resultado positivo contra o Schalke 04, infelizmente não temos essa convicção. É por isso que, na situação atual, é importante colocar um estímulo na posição de treinador, apesar de esta ser uma decisão muito difícil e pesada para nós”, explicou o mandatário.

Quem comentou também sobre a demissão ocorrida neste domingo (3) foi o diretor-gerente da equipe alemã. Alexander Wehrle fez questão de exaltar os feitos de Stöger à frente do Colônia, mas admitiu que, independente do resultado do último fim de semana, era quase que insustentável a permanência do treinador.

“Peter Stöger escreveu uma história de sucesso sem precedentes com o Colônia desde julho de 2013, levando-nos ao retorno à elite alemã e à Uefa Europa League pela primeira vez em 25 anos. Além disso, ele sempre representou o clube como uma figura autêntica e de credibilidade. Ambos sentimos nos últimos dias que nosso caminho em comum estava chegando ao fim, independentemente do resultado contra o Schalke 04. É por isso que também era importante para ele ter uma decisão clara, antes de haver muita negatividade e emoção trazidas para a equação. A equipe está agora, mais do que nunca, com a expectativa de construir a esperança criada através do resultado contra o Schalke”, declarou.

Peter Stöger também falou após a sua demissão. O treinador agradeceu pelo trabalho, pelo título conquistado e pelos feitos históricos que conseguiu no comando técnico dos Bodes e explicou que já sabia de sua saída, mas que preferiu, em conjunto com a direção, destacar que anunciar o desligamento de suas funções após a partida do fim de semana era melhor para todos.

“Ficou claro para nós na sexta-feira (1º) que a partida contra o Schalke 04 seria a última. Nós decidimos esperar até o domingo (3) para comunicar isso com o objetivo de nos concentrarmos completamente na partida. É do melhor interesse do clube e especialmente da equipe que uma decisão foi tomada e a clareza foi restaurada. Para os jogadores, os profissionais, os torcedores e toda a equipe: vocês cresceram de maneira querida no meu coração e no coração de Manfed Schmid e manteremos os dedos cruzados para que meu sucessor consiga manter o Colônia na Bundesliga”, disse.

Com a saída de Peter Stöger e seu assistente, o treinador da equipe Sub-19, Stefan Ruthenbeck, vai assumir as funções do time principal até a pausa de inverno. Sua comissão técnica temporária será formada por Kevin McKenna, Markus Daun e o atual preparador de goleiros, Alexander Bade. O Colônia vai tentar a reabilitação no próximo fim de semana, quando encara o Freiburg às 10h30 da manhã do domingo (10), no RheinEnergieStadion.