Clube chinês afirma que não libera Paulinho, mas Barcelona ainda tem esperanças

Em comunicado oficial, Guangzhou Evergrande revelou que não tem o intuito de liberar o meio-campo brasileiro

Clube chinês afirma que não libera Paulinho, mas Barcelona ainda tem esperanças
Foto: Atsushi Tomura/Getty Images

Depois da chegada de Nelson Semedo, o Barcelona continua com a esperança de que o seu próximo contratado seja o meia Paulinho. Mesmo com a oposição do Guangzhou Evergrande, time do brasileiro, reforçando a ideia de que não irá liberar o jogador, o clube catalão ainda espera que o negócio seja fechado em breve.

Nem mesmo as ameaças feitas pelo Guangzhou – segundo informações publicadas pelo Diario AS - dizendo que planeja processar o Barça junto à Fifa por pressionar Paulinho, desanimaram a diretoria blaugrana com relação à contratação. Eles veem isso como uma forma do clube chinês mostrar força na negociação e valorizar ainda mais o atleta.

Paulinho comemora um de seus gols pela Seleção Brasileira | Foto: Buda Mendes/Getty Images
Paulinho comemora um de seus gols pela Seleção Brasileira | Foto: Buda Mendes/Getty Images

O clube chegou a publicar uma nota oficial a respeito das negociações, dizendo que não irá liberar o jogador: “O Guangzhou Evergrande Football Club permanece resoluto em nosso plano de transferência de Paulinho. Nós nunca o venderemos no meio da temporada”, dizia parte da nota. E não só por estar na metade do campeonato, o clube demonstrou também o valor de Paulinho para equipe: “O clube conquistou metade do objetivo até agora, está fora de questão que deixemos sair um jogador chave”.

Segundo publicou o jornal Mundo Deportivo, o Barcelona teve duas propostas negadas pelo clube, uma de 20 milhões e outra de 25 milhões de euros. As informações são de que a negociação só terá prosseguimento caso chegue aos 40 milhões de euros, valor pedido pelos chineses. Lembrando que a janela de transferência chinesa fecha na próxima sexta-feira (21), mas somente para contratações, os jogadores poderão ainda deixar os seus clubes rumo a outros países.

Paulinho foi contratado pelo Guangzhou - time treinado pelo brasileiro Luís Felipe Scolari – em 2015, junto ao Tottenham. Desde que chegou se tornou um dos principais jogadores do time, tanto que conquistou o seu espaço na Seleção Brasileira. Até agora foram 58 jogos disputados e 16 gols marcados.