Fifa ameaça excluir Espanha da Copa do Mundo por interferência do governo

Entidade máxima do futebol enviou carta dura para federação espanhola de futebol avisando sobre uma possível sanção

Fifa ameaça excluir Espanha da Copa do Mundo por interferência do governo
Foto: fotopress/Getty Images

Copa do Mundo nem começou e as polêmicas já estão aparecendo. Segundo apurou o jornal "El País", a Fifa, orgão máximo do futebol mundial, enviou uma carta dura à Real Federação de Futebol Espanhol (RFEF) ameaçando excluir Seleção Espanhola do Mundial por conta de interferência do governo dentro da entidade, o que suspenderia a Espanha da Copa do Mundo.

O motivo de toda essa suspensão seria por conta de uma proposta do Conselho Superior de Esportes (CSD, em espanhol) de repetir as eleições realizadas para a presidência da federação, em maio, por conta de uma suposta fraude no pleito que reelegeu Ángel María Villar, que acabou sendo preso em julho. Vale lembrar que o atual presidente da entidade é Juan Luis Larrea.

Com isso, a Fifa acredita que essa intervenção da CSD é uma interferência governamental, o que vai contra as regras da entidade. O que preocupa a Espanha é que a Fifa costuma ser bastante rigorosa em relação a casos de interferência do governo, como aconteceu, por exemplo, com Nigéria (2014) e Indonésia (2015).

Espera-se, agora, uma resposta da RFEF em relação a todo esse caso, já que uma exclusão do Mundial para uma equipe que, provavelmente, apresenta seu melhor futebol em anos e é uma das favoritas para o torneio, seria um verdadeiro desastre.