De goleada, Internacional vence o Caxias
Internacional ainda não conheceu a derrota no Campeonato Gaúcho 2014 (Foto: Divulgação)

O destaque da partida entre Internacional e Caxias, não era de nenhum dos times, mas sim, do estádio. Na noite deste sábado (15), foi realizado o primeiro evento teste do novo Beira-Rio, local que, desde o dia 24 de novembro de 2012, quando o Internacional perdeu de 2 a 0 para a Portuguesa, não sediava uma partida. Para o evento, foram liberados 10 mil ingressos, que rapidamente esgotaram-se.

Para o confronto, o time do Internacional apresentou dois desfalques: Alex, com torcicolo e Gilberto, lesionado; além do goleiro Dida, que segue sem poder jogar, devido a lesão sofrida na pré-temporada. O Caxias também apresentou desfalque: o jogador Bebeto ficou de fora por conta de lesão muscular. Os times não se enfrentavam há um ano, o último jogo foi pela final da Taça Piratini, e a vitória foi do Inter por 2 a 0.

Em um jogo disputado, principalmente na segunda etapa, o Internacional acabou saindo com a vitória. Com a derrota, o Caxias continua na quarta colocação do grupo B, com 8 pontos, mas corre o risco de ser ultrapassado pelo Passo Fundo e pelo São Paulo-RG. Já o Internacional, que garantiu sua sétima vitória em oito jogos, segue líder isolado do grupo A, com 22 pontos. Pela nona rodada do Campeonato Gaúcho, o Internacional enfrenta o Juventude e o Caxias jogará contra o Grêmio.

Domínio total do Internacional

O Internacional começou com algumas trocas de passes e maior posse de bola. Já o Caxias não esboçava sair para o ataque, esperava a equipe do Inter chegar. A primeira finalização do jogo foi do Internacional, aos 4 minutos, onde Alan Patrick chutou forte, mas o goleiro Douglas fez uma boa defesa. O Caxias tentava nos contra-ataques, mas o Inter dava poucas oportunidades para tal. Até os 10 minutos do jogo, o destaque da partida era o goleiro Douglas, que salvou o clube do interior em pelo menos duas finalizações coloradas. A torcida colorada estava contente com a volta do estádio, cantavam e gritavam palavras de incentivo ao clube.

Até os 15 minutos da primeira etapa, o Caxias não havia feito nenhum chute a gol, o clube apresentava dificuldades contra a marcação dos donos da casa. Depois das finalizações de Alan Patrick, o Internacional não conseguiu mais ter chances claras de abrir o placar e acomodou-se ao jogo. O Caxias aproveitou-se da situação e aos 19 minutos, depois de um cruzamento, Lucão estava pronto para marcar o gol do time do interior, mas Paulão evitou. A chance do time adversário acordou a equipe colorada e logo depois, aos 21 minutos, Aráguiz cruzou na cabeça de Fabrício, que só teve o trabalho de cabecear para o fundo das redes de Douglas, sendo responsável pelo primeiro gol do novo Beira-Rio em partidas oficiais.

Depois do gol, o time do Inter passou a pressionar a equipe do Caxias e deu trabalho para o goleiro. Pelo time do Internacional, um dos destaques da equipe foi o Alan Patrick. O jogador apresentou uma postura ofensiva e teve algumas boas oportunidades de gol. O Caxias tentou uma postura mais ofensiva, mas o colorado não permitiu. No final do primeiro tempo, o Inter pressionou mais forte, mas não havia mais tempo para ampliar o marcador.
 

Pressão do Caxias, efetividade do Internacional

O segundo tempo começou com gol. Logo no primeiro minuto, depois de um cruzamento de Aránguiz, Rafael Moura empurrou para o fundo das redes do Caxias, ampliando o placar. Depois do gol, o time do visitante pareceu entrar no jogo e buscar realmente o gol adversário. O Inter estava tranqüilo na segunda etapa, trocou muitos passes no campo de defesa e concentrou-se na marcação, que já não era tão eficiente quanto no primeiro tempo.

O Internacional não foi o mesmo da primeira etapa, o time parou e, na maioria das vezes, apenas se defendeu. Já o time do Caxias buscou o gol de Muriel a todo o momento, pressionou e teve boas oportunidades, mas não conseguiu marcar. Mas como diz um velho ditado do futebol: “Quem não faz, leva”. E aos 18 minutos, Rafael Moura recebeu um belo lançamento de D’alessandro e marcou seu segundo gol na partida e o terceiro do Internacional.

Após o gol, o Inter pareceu entrar em campo novamente e voltou a atacar. Mas o Caxias continuou ofensivo e aos 28 minutos, quase descontou: Maylson girou e chutou muito forte, a bola desviou e depois bateu na trave. O clube continuou tentando descontar, mas Muriel estava atento na partida. Mas a noite era mesmo do Internacional e depois de algumas tentativas, o clube balançou as redes novamente. Aos 45 minutos, Fabrício mandou uma bomba, que desviou no caminho e entrou no canto direito do gol de Douglas. Não houve tempo para mais nada. O jogo acabou 4 a 0 para a equipe da casa. 

VAVEL Logo