Abel: "Hoje não foi o dia da bola entrar"
O Internacional acabou perdendo sua invencibilidade contra o time do Veranópolis (Foto: Divulgação/Internacional)

Em entrevista coletiva, Abel Braga disse estar satisfeito com o futebol que viu em campo na tarde de domingo (23). Com o time reserva, o Internacional acabou perdendo a invencibilidade no Campeonato Gaúcho para o Veranópolis, por 1 a 0. O jogo foi disputado no David Farina e foi válido pela décima rodada do Campeonato Gaúcho.

“Eu sai hoje mais satisfeito do que a vitória de terça.” Disse o treinador colorado.

Abel entendeu que o Inter jogou mal no primeiro tempo, mas que no segundo tempo foi superior. Segundo ele, os jogadores deram à alma em campo. Para ele, o time está de parabéns: “Jogamos mal até o go,l, gol de bola parada. Aí equilibramos, terminamos bem o primeiro tempo. O segundo tempo foi domínio absoluto, hoje o que nós vimos aqui foram inúmeras chances de gol desperdiçadas. Mas vimos uma luta extraordinária dos jogadores, uma alma que entrou em campo, uma coisa que mexeu conosco.”

Perguntado sobre o que faltou ao Internacional para marcar o gol de empate, Abel respondeu que foi sorte.

“Nada. Sorte. A finalização do Caio, ele estava a 1metro de distância do gol, a bola subiu e bateu no travessão. Faltou sorte. Terminamos a partida praticamente com cinco atacantes, mas aí a gente não estava mais preocupado. Mesmo assim tivemos várias oportunidades. Mas hoje não foi o dia da bola entrar.”  Disse o técnico, encerrando o assunto.

O treinador saiu satisfeito com a atuação do seu time e parabenizou o técnico da equipe adversária. Quando perguntado sobre um possível tabu do Internacional contra o Veranopolis, Abel foi bem humorado:

“Não sei, de repente se eu consultar um cartomante ele poderia falar alguma coisa. Eu não sei o que falar”

O treinador encerrou a coletiva dizendo que quando se ganha sempre, muitas vezes se esquece dos detalhes e quando se perde, os detalhes aparecem. Abel disse que o jogo serviu de aprendizado.

VAVEL Logo