Após empate na primeira partida, Santa Cruz e Salgueiro decidem Campeonato Pernambucano

A hora da verdade chegou para Santa Cruz e Salgueiro. Neste domingo (03), às 16 horas, as duas equipes entram no gramado do estádio do Arruda para decidir o grande campeão do Campeonato Pernambucano 2015. Após o 0 a 0 na primeira partida, o time que quiser levantar o troféu ainda no tempo normal precisará obter uma vitória simples, com um empate por qualquer placar levando a decisão para os pênaltis.

Para o Santa Cruz, a expectativa é de casa cheia para empurrar os atletas rumo ao 28º campeonato estadual de sua história, o quarto nos últimos cinco anos. O bom resultado no Sertão do estado e o fator mando de campo dão aos tricolores da capital uma leve vantagem na decisão. Porém, os corais precisarão demonstrar um comportamento diferente da última partida para comemorar o título junto com sua torcida. Mesmo com um maior número de passes completos e posse de bola, o Santa Cruz foi pior que o Salgueiro, cedendo um grande número de chances para o seu adversário.

Já o Carcará terá a chance de fazer história no Arruda. Nunca uma equipe do interior do estado se sagrou campeã pernambucana. Se conseguir encerrar esse tabu, o Salgueiro terá feito uma campanha histórica ao eliminar o Náutico, ainda na fase de grupos, o Sport, nas semifinais, e o Santa Cruz, na final do torneio. Ainda se soma à excelente temporada do Salgueiro a participação nas quartas de final da Copa do Nordeste e o confronto contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. Chegar na final já é um excelente feito, mas se quiserem algo mais, os sertanejos terão que suportar a pressão da torcida adversária e, diferentemente da partida de ida, aproveitar melhor as chances criadas.

Por serem finalistas da competição, Santa Cruz e Salgueiro garantiram automaticamente a vaga na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil de 2016. O outro representante de Pernambuco garantindo nessas competições é o Sport, que conquistou a terceira colocação no confronto contra o Central, no último sábado (02).

Ricardinho faz mistério, mas deve manter base da equipe para a decisão

O técnico Ricardinho não revelou a equipe que deve entrar em campo na grande final do Campeonato Pernambucano. Realizando um treinamento fechado à imprensa na tarde de sábado (02), o treinador do Santa Cruz tenta esconder ao máximo suas estratégias na tentativa de surpreender o Salgueiro no Arruda.  A estrutura básica da equipe, porém, deve ser repetida.

“Temos uma estrutura de equipe com maneiras de atuar e algumas variações. Vamos analisar bem para manter nossa equipe competitiva. Mas ainda podemos ver algumas situações para colocar em campo”, afirmou o comandante coral. Uma possível mudança na equipe é a saída do lateral esquerdo Tiago Costa, que se lesionou na partida de ida. Renatinho deverá ser seu substituto. Ricardinho ainda pode promover mais duas alterações: a volta do volante Edson Sitta, ex-capitão da equipe até sua lesão, no lugar do também volante Bileu e também a entrada do atacante Anderson Aquino na vaga do meia Emerson Santos, postando a equipe no 4-4-2.

Com passagem pelo Salgueiro, o zagueiro Alemão vive a expectativa de conquistar seu primeiro campeonato estadual. Com conhecimento dos adversários, Alemão acredita numa postura bastante defensiva do Carcará. “O Salgueiro vai jogar recuado, como sempre jogou. Eles têm uma boa defesa e são rápidos. Temos que tomar cuidado com isso. Precisamos jogar com determinação e equilíbrio, para conseguir vencer a partida”, afirmou.

O defensor do Santa Cruz ainda aproveitou para destacar o papel da torcida no confronto de domingo. “Nossa torcida, quando vem, tem um papel fundamental. Ela traz algo a mais e faz muita pressão. Espero que o estádio esteja cheio para tirar proveito dessa energia do torcedor”, concluiu.

Salgueiro deve repetir escalação para tentar surpreender no Arruda

Ao contrário do Santa Cruz, o técnico Sergio China não escondeu suas estratégias para a partida de volta da grande final. Após treinamento de cruzamentos e cobranças de pênalti, o treinador revelou que deve repetir a escalação para o próximo duelo. “Não tenho dúvidas. 90% do time deve permanecer o mesmo. Talvez eu crie uma situação a mais, até porque preciso ver o desgaste dos atletas. Claro que ninguém quer ficar de fora de uma decisão, mas precisamos avaliar cada um para definir a situação”, afirmou China.

Um jogador que pode ganhar espaço na equipe titular é o atacante Anderson Lessa. Recuperado de uma lesão, o ex-jogador do Náutico pode entrar no lugar de Kanu. O que Sérgio China não quer mudar, no entanto, é a mudança de seu time na partida. “Se a gente faz uma coisa boa, temos que melhorar a partir daí. Futebol é imposição, e conseguimos fazer isso no primeiro jogo. O Santa Cruz tentará fazer isso no Arruda. Mas quando tivermos a bola, precisamos atacar, tentar o gol. Só assim o adversário vai te respeitar na partida”, declarou.

Jogando sua primeira final de campeonato pernambucano, o Salgueiro não teme a pressão da torcida tricolor no Arruda. Pelo contrário, querem tirar proveito disso. “Ter a chance de calar uma multidão é uma grande motivação. Sabemos que o estádio estará cheio e torcendo contra, mas dentro de campo são onze contra onze. É focar no campo e esquecer a arquibancada. Nossa equipe tem jogadores experientes e que já estão acostumados com essas partidas”, afirmou o lateral-direito Marcos Tamandaré.

Alguns atletas rodados no meio do futebol serão os responsáveis para passar uma maior tranquilidade para o restante dos jogadores. O próprio Tamandaré é um exemplo de experiência dentro do clube. Campeão do Pernambucano de 2006 pelo Sport (em cima do Santa Cruz) e com passagem por clubes como Corinthians e Coritiba, o jogador atua pelo Carcará desde 2011, se tornando um dos símbolos da equipe. Outro jogador que pode ajudar nesse aspecto é o meia/lateral-esquerdo Lúcio, campeão brasileiro pelo São Paulo e com passagens por Grêmio, Palmeiras e Hertha Berlim, da Alemanha.

VAVEL Logo