Em noite de goleiros, Criciúma e Cruzeiro não saem do empate na estreia da Copa Sul-Minas-Rio
Foto: Mauricio Vieira/Light Press

A bola rolou pela primeira vez na Copa Sul-Minas-Rio para Criciúma e Cruzeiro, na noite desta quarta-feira (27), no Heriberto Hülse. A partida, onde cada equipe dominou um tempo, acabou empatada por 1 a 1, com gols de Alisson, para a Raposa, e Diego Giaretta, para os mandantes. O gol do meio-campo celeste foi o primeiro da história do torneio.

Na primeira etapa, a equipe visitante demonstrou superioridade e abriu o placar. O Tigre não deixou barato, e tratou de empatar o certame. Já no segundo tempo, a torcida da casa apoiou o Criciúma, e os jogadores foram para cima do Cruzeiro, que contou com o goleiro Fábio para segurar o placar. Quem também foi responsável pela igualdade no resultado, foi o camisa 1 dos mandantes, Luiz, que executou defesas espetaculares durante o jogo.

Agora, as duas equipes se concentram nos Estaduais. O Criciúma terá um clássico logo de cara, no Campeonato Catarinense. No próximo domingo (31), às 17h (Brasília), o Tigre enfrentará o Avaí, no Heriberto Hülse. No mesmo dia e horário, o Cruzeiro encara a URT, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro.

Cruzeiro é superior na primeira etapa, abre o placar, mas Criciúma empata

A partida começou com as duas equipes demonstrando forte poder de marcação no meio de campo, e em um espaço que a defesa do Cruzeiro deu ao volante Douglas Moreira, aos quatro minutos, o jogador arriscou de fora da área, obrigando Fábio a mandar a bola para escanteio. A partir de então, a Raposa demonstrou superioridade na partida, chegando no ataque, principalmente com Alisson, que aos 14 minutos, abriu o placar para a equipe celeste, após aproveitar cruzamento de Fabrício, mandando de primeira para o fundo das redes. 

A partir de então, a defesa do Cruzeiro relaxou, e aos 24 minutos, o zagueiro Diego Giaretta aproveitou um apagão na zaga celeste, para cabecear por cima do goleiro Fábio, empatando o duelo. Aos 28 minutos, foi a vez do goleiro Luiz aparecer muito bem, após cobrança de falta de Willian, que acabou desviando na zaga do Tigre. O camisa 1 teve que intervir e mandar a bola para escanteio. O mesmo aconteceu aos 34 minutos, quando Alisson experimentou de fora da área, obrigando Luiz a espalmar. Já aos 39 minutos, Fábio fez uma defesa espetacular, após cabeçada fulminante de Diego Giaretta.

Criciúma cresce na segunda etapa, mas para nas mãos de Fábio

O intervalo surtiu efeito para o Criciúma, que voltou com uma postura diferente para a segunda etapa. A equipe, que começou sendo pressionada pelo Cruzeiro, manteve a defesa bem postada, e partiu para o ataque. Aos seis minutos, Roger Guedes testou o goleiro Fábio chutando cruzado, mas o camisa 1 tratou de mandar a bola para escanteio. A torcida do Tigre empurrou o time no segundo tempo, e contribuiu para o gás dos jogadores. Aos 15 minutos, Wellington Saci resolveu arriscar de longe e quase marcou seu gol, se não fosse Fábio, que mandou para a linha de fundo. No minuto seguinte, Roger Guedes bateu cruzado, e mais uma vez o capitão da Raposa apareceu muito bem.

Aos 18 minutos, o Criciúma chegou novamente, mais uma vez com Wellington Saci, que arriscou para o gol. Fábio estava lá para garantir a defesa. A noite era mesmo dos goleiros. Aos 24 minutos, Gabriel Xavier ficou cara a cara com Luiz, que conseguiu executar a defesa, e no rebote, o meio-campo mandou para fora. Já aos 29 minutos, Allano bateu de primeira, mas Luiz, mais uma vez, apareceu muito bem. Quando a partida se encaminhava para o fim, Willian resolveu arriscar de fora da área, mas também parou no goleiro do Tigre, que mandou para escanteio. 

VAVEL Logo