Edu Gaspar fala sobre novo momento da Seleção e amistoso contra Colômbia
(Foto: Marcello Neves/VAVEL Brasil)

A festa de encerramento do Campeonato Brasileiro, realizada na noite desta segunda-feira (12) na sede da CBF, também teve a presença de Eduardo Gaspar, coordenador técnico da Seleção Brasileira. Em entrevista à VAVEL Brasil, Gaspar comentou sobre o novo momento do Brasil com Tite, além de falar sobre a realização do amistoso contra a Colômbia, que será disputado em homenagem às vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.

"Fico muito feliz por terminar o ano dessa forma, colocando o Brasil no lugar que merece. É uma forma de trabalho muito legal e consistente em seis jogos. Foram resultados conquistados com trabalho, o time jogando realmente bem e convencendo. Era uma preocupação terminar o ano bem e com uma sensação de todos para que possamos começar 2017 com esse espírito positivo", afirmou Edu Gaspar.

Trabalhando com a Seleção, Edu mostrou animação pelo trabalho, mas afirma que todos precisam ter calma: "Receber esse feedback do pessoal que está feliz porque o time vêm jogando bem e desempenhando um bom papel é motivo de muito orgulho. Porém, temos que ter cuidado com certas situações. Sabemos que 2017 será um ano, esperamos, muito bom, mas que as dificuldades vão vir, os problemas, alguns jogos não tão bons. Precisamos estar preparados para isso, para não criar expectativa demais. Estamos trabalhando para todos ficarem com os pés no chão para chegarmos na Copa do Mundo fortes".

Após a tragédia que envolveu o avião que transportava atletas e comissão técnica da Chapecoense, além de jornalistas, a Colômbia se mobilizou e foi exemplo de solidariedade com as vítimas, familiares e o Brasil inteiro. Com isso, a CBF anunciou que fará um amistoso no próximo ano com os colombianos para homenagear os 71 mortos e os 6 sobreviventes do acidente.

"Provavelmente amanhã (13) já devemos ter uma grande evolução. Hoje já tivemos uma boa conversa, as coisas estão evoluindo para definirmos as datas, se será no dia 22 ou 25. Temos que ser solidários à Seleção Colombiana também com as suas dificuldades de calendário. Estamos ajustando a melhor formatação possível para que seja uma bonita homenagem à todos", explicou Edu Gaspar.

"Venho conversando internamente sobre algumas possibilidades de convocar ou não jogadores da Europa. Eu não gostaria de colocar os clubes e os atletas europeus em uma posição constrangedora. Entendo que estão em um momento importante e jogando competições importantes, se eu fizer um convite fora de uma Data FIFA, estou propício a tomar uma negativa. Essa negativa em um momento como esse seria extremamente constrangedora para clubes e atletas, seria injusto da minha parte colocá-los nessa posição. Isso está sendo bem pensado para ser uma homenagem bonita tanto às vítimas e familiares quanto aos colombianos, que também merecem respeito e homenagem", completou.

O local do amistoso ainda não está definido, mas o desejo é que seja em um dos maiores e mais famosos estádios do Brasil, o Maracanã. "Estamos trabalhando forte para que seja no Maracanã. Venho conversando já com o presidente da CBF, que entende nossas necessidades técnicas. É um momento bom para vir ao Sudeste, ficar mais próximo do pessoal daqui. Estamos conversando, evoluindo e a tendência é que a gente fique mais próximo", disse.

O planejamento do próximo ano já está sendo feito, já que a Seleção Brasileira está próxima de conquistar uma vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018. Para iniciar a preparação, o Brasil buscará desafios. "Queremos jogar contra grandes seleções, mas não é tão fácil quanto parece. A maioria já tem uma agenda, mas estamos trabalhando para isso. As conversas estão evoluindo, se for possível uma grande seleção europeia. Queremos aproximar o máximo possível da realidade da Copa do Mundo, para entendermos os campos, torcida, clima, então os locais devem seguir essa linha", finalizou Edu Gaspar.

VAVEL Logo