Autor de dois gols, Guerra celebra  atuação fora de casa: " Temos que seguir trabalhando bem"
Palmeiras vence terceira seguida e adentra o G4 (foto: César Greco / Ag Palmeiras)

O Palmeiras visitou a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli. Com duas vitórias seguidas, o Verdão almejava a terceira e conquistou vencendo por 2 a 1 com dois gols de Alejandro Guerra.

Na saída de campo, o camisa 18 disse: "Muito feliz, a equipe jogou muito bem. O professor Cuca disse que tínhamos de competir, e conseguimos bem. Graças a Deus, todos nós jogadores estamos bem e agora temos que seguir trabalhando bem".

Quando questionado sobre ter pedido para sair no fim da partida, o meia venezuelano respondeu: "Apenas um pouco de dor na perna, mas nada preocupante".

Após o triunfo o camisa 1, Fernando Prass ironizou o fato de mais um tabu quebrado: "Toda hora tem um tabu, né? É impressionante. Parece que nosso time não vence há 20 anos. Teve tabu contra Inter, Sport, Ponte, Corinthians, Santos... Devem ter uns tabus positivos para a gente, né? Mas o pessoal não procura. Aqui é difícil mesmo de jogar".

A última vitória palmeirense sobre a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, ocorrera em 7 de abril 2013, pelo mesmo placar de 2 a 1 – Tiago Real e Leandro anotaram os gols naquela ocasião.

O jovem Gabriel Hurtado, estreou como titular na equipe do Palmeiras. Com muitos desfalques no setor (Felipe Melo, Thiago Santos lesionados e Bruno Henrique ainda em recondicionamento físico), o jovem volante de 17 anos teve sua primeira oportunidade. Após a partida, o volante se emocionou muito e dedicou a vitória à mãe: "É muito emocionante. Difícil passar por tudo o que passei, mas consegui superar tudo. Tenho que agradecer à minha mãe, à minha 'coroa': devo tudo a ela. Tenho que agradecer a Deus pela oportunidade, ao elenco e ao Cuca".

O Palmeiras volta a campo contra o Cruzeiro na próxima quarta-feira (28) pelo confronto de ida da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, o alviverde enfrenta o Grêmio no Pacaembu pela décima primeira rodada. A equipe não terá Mina, Guerra e Tchê Tchê suspensos, além de Felipe Melo.

 

 

VAVEL Logo