Criticado pela torcida, Gustavo Scarpa reclama de vaias para equipe: "Não ajuda em nada"
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Foram minutos de pressão no Maracanã. O Bahia abriu o placar no empate por 1 a 1 contra o Fluminense, neste domingo, e fez a paciência da torcida tricolor explodir com vaias. Gustavo Scarpa foi o principal alvo. E após marcar o gol de empate, não comemorou. Na saída de campo, reprovou a atitude da torcida, declarando que só atrapalha a equipe.

"Comemorei (o gol). Meio discreto, mas ajoelhei e agradeci a Deus como sempre. Torcedor tem o direito de vaiar, de falar, mas, infelizmente, durante a partida isso não ajuda em nada a equipe. Pelo contrário. Somos um grupo jovem, é o primeiro Brasileiro de muitos. Esperávamos um pouco mais de consciência (da torcida) neste momento. Eles estão tendo, mas foram dez minutos assim (de vaias), diferentes do que estamos acostumados"

Abel Braga foi outro que saiu em defesa de Gustavo Scarpa, elogiou a atuação do 'jogador genial' pela sua entrega dentro de campo e entendeu a atitude de parte da torcida. O treinador concordou que faz parte do direito do atleta em não comemorar seu gol.

"Se o cara vai pra arquibancada pega amarelo, se tirar a camisa leva amarelo. Ele tinha errado, torcedor vaiou e ele não quis comemorar. Faz parte. Scarpa é um jogador genial. É quem tenta, não desiste, correu muito. Quem mais tenta é quem mais erra. Torcedor sabe o jogador que ele é, o que representa''.

Gustavo Scarpa virou alvo da torcida antes de marcar o gol de empate aos 31 minutos do primeiro tempo. Camisa 10 teve atuação apagada e gerou ira dos torcedores após um chute fraco em direção ao gol. O meia é o líder de assistências do Fluminense no Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo