Com pênalti perdido e gol impedido, Atlético-GO vence o Anápolis e respira na classificação
Atlético-GO vence o Anápolis e entra na briga por uma vaga nas semifinais. (Foto: Divulgação/Atlético-GO)

A partida entre Anápolis e Atlético-GO foi a única de sábado (17), mas é improvável que outro jogo fosse tão movimentado e recheado de lances polêmicos como esse. Jogando no Jonas Duarte, o Dragão derrotou o Galo por 2 a 1 e respirou na tabela, chegando perto do zona de classificação para as semifinais.

A vitória deixou o Atlético-GO com 11 pontos ganhos, ainda na 4ª colocação, mas com a mesma pontuação de Iporá e Anapolina no Grupo A, times que estão na frente do Dragão e ainda não jogaram na rodada. O Anápolis retornou para a 5ª colocação do Grupo B com os mesmos 7 pontos conquistados.

O próximo compromisso do Atlético-GO será no domingo (25), ás 17h, em um clássico contra o Vila Nova, que deverá ser realizado no estádio Serra Dourada. O Galo também terá um clássico pela frente, também no domingo (25), ás 16h, contra a Anapolina, no Jonas Duarte.

Gols no começo com poucas chances criadas

O início de partida veio com tudo para o Atlético-GO. As duas equipes não haviam criado chances de perigo ainda, mas aos sete minutos, em uma troca de passes no ataque, o meia Tomas Bastos acertou um belo chute de fora da área encobrindo o goleiro Samuel e abrindo o placar: 0x1.

O Anápolis buscou a resposta de imediato. Em um cruzamento na área, a bola bateu no braço de Renê Santos e o árbitro marcou penalidade máxima para o Galo. O atacante estreante, Bruno Aquino, deslocou o goleiro Kléver e empatou o jogo: 1x1.

Após o empate, o Atlético não conseguia criar com muita facilidade, até que um ocorrido mudou o panorama do jogo. O atacante Júlio César passou mal no meio do jogo e teve de sair, para a entrada do atacante Tito, que iria mudar a história dessa partida na etapa final.

Nos acréscimos do primeiro tempo, Bruno Santos cruzou para Tito na área, que finalizou com muito perigo e Samuel fez um milagre, evitando o segundo gol atleticano na partida.

Tito perde pênalti, mas se redime com gol polêmico

A partida ganhou mais intensidade na etapa final e o Atlético-GO ganhou mais uma grande chance de marcar quando Élder Santana foi puxado dentro da área o árbitro marcou pênalti para o Dragão. O atacante Tito foi para a cobrança com a responsabilidade de marcar seu primeiro gol com a camisa do Dragão.

Mas assim como Tomas Bastos no último jogo, Tito bateu no canto esquerdo de Samuel e viu o goleiro do Anápolis brilhar e defender a penalidade, para desespero do torcedor atleticano no Jonas Duarte. Os dois times partiram para as substituições após esse lance, principalmente o Galo, que ainda acreditava na vitória.

Aos trinta e dois minutos, Tito recebeu um longo lançamento de René Santos, ele dominou e bateu colocado no canto direito de Samuel, fazendo o segundo gol atleticano: 2x1. Os jogadores do Anápolis reclamaram, alegando que Tito dominou a bola com o braço e estava impedido no lance.

O Galo tentou correr atrás do prejuízo, mas já era tarde. A vitória deixou o Atlético-GO mais perto da busca pela classificação as semifinais.

VAVEL Logo