Evento no Allianz Parque obriga Palmeiras a jogar quartas do Paulistão no Pacaembu

Evento no Allianz Parque obriga Palmeiras a jogar quartas do Paulistão no Pacaembu

Devido a um evento corporativo no dia 20/03 no Allianz Parque, Palmeiras jogará partida de volta das quartas de final no Pacaembu.

iago-andrade
Iago Andrade

A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou na manhã desta terça-feira (13) a data dos jogos das quartas de final do campeonato estadual. O Palmeiras enfrentará o Novorizontino no sábado (17) às 19h em Novo Horizonte, interior de São Paulo e terça-feira (20) às 20h30 no estádio do Pacaembu.

Dono da melhor campanha, o Palmeiras não terá uma vantagem muito positiva em enfrentar o Novorizontino, já que a viagem da equipe para a cidade da primeira partida gira em torno de 5 horas de ônibus. Já o Corinthians, não precisará se deslocar, pois o Bragantino  mudou o local de seu mando de campo para o Pacaembu.

Em nota, a Wtorre, construtora que detém direitos de gerir os eventos no estádio, explicou sobre a impossibilidade da partida ocorrer no estádio dia 20, afirmando que o Palmeiras foi avisado sobre o desfalque de sua casa na data da partida e reforçou que nos dias seguintes poderia  receber o evento.

"Não conseguimos entender é o motivo pelo qual a Sociedade Esportiva Palmeiras, primeira colocada na fase de grupos do Campeonato Paulista, e privelegiada por jogar as partidas de volta em seu estádio, está abrindo mão desse direito, uma vez que estava ciente da não disponibilidade de seu estádio." Publicou a construtora 

Confira a nota da Wtorre: 

Carta aberta à torcida palmeirense,

Nesta terça-feira, dia 13, a Federação Paulista de Futebol anunciou as datas dos jogos pelas quartas de finais do Campeonato Paulista 2018. Para a nossa surpresa, a partida entre Palmeiras e Novorizontino foi marcada para terça-feira (20), às 20h30, o que inviabiliza sua realização no Allianz Parque, por conta de evento previamente agendado e de conhecimento do clube desde o dia 8 de fevereiro de 2018.

Segundo algumas informações que nos foram passadas, as datas das partidas foram definidas em função das rodadas do final de semana anterior (17 e 18 de março), envolvendo todas as equipes classificadas para as quartas de finais do Campeonato Paulista. Caso esse argumento seja, de fato, verdadeiro, ele nos gera estranhamento: por que o primeiro colocado da competição deveria ser sacrificado por conta de um problema dos outros times e de outros campeonatos?

Em nossa opinião, ao primeiro colocado deveria ser preservado o direito de decidir em sua casa, como prevê o regulamento. Ou não?

Não conseguimos entender é o motivo pelo qual a Sociedade Esportiva Palmeiras, primeira colocada na fase de grupos do Campeonato Paulista, e privilegiada por jogar as partidas de volta em seu estádio, está abrindo mão desse direito, uma vez que estava ciente da não disponibilidade de seu estádio.

Como dissemos, o Palmeiras foi informado no dia 8 de março de 2018 da realização deste evento para 5 mil pessoas – que ocorre no dia 20 de março. Portanto, há mais de 30 dias, o clube estava ciente de que a realização da partida das quartas de finais seria possível no dia 21 (com algum esforço da equipe da arena) e no dia 22 (com toda a tranquilidade).

A antecipação da data para terça-feira quebrou todo o nosso planejamento, pois com o desempenho da equipe no campeonato, imaginávamos que o Palmeiras teria direito de disputar a segunda partida em sua casa. Infelizmente não foi o que ocorreu, gerando prejuízo esportivo e financeiro ao clube.

E mais um fato a se estranhar: mesmo ciente dessa impossibilidade, Federação Paulista de Futebol e Sociedade Esportiva Palmeiras anunciam na data de hoje o jogo com realização no Allianz Parque. O motivo dessa desinformação ao torcedor é uma incógnita, assim como permanece uma incógnita o líder da primeira fase do campeonato não poder atuar em sua casa.

Como previsto em contrato, o Allianz Parque não apenas sobrevive, como é exemplo de gestão internacional, sem utilizar R$ 1,00 das receitas de bilheterias dos jogos do Palmeiras. Portanto, também como previsto em contrato, as receitas para manter a arena confortável e segura, operando em nível de alto padrão, são aquelas “extra-futebol”, especialmente os eventos.

Em função disso, achamos por bem vir a público esclarecer o torcedor palmeirense, que quebra recordes atrás de recordes no Allianz Parque, que dá espetáculo de vibração e comportamento e merece todo nosso respeito.




 

VAVEL Logo

    Sociedade Esportiva Palmeiras Notícias

    há 17 dias
    há 17 dias
    há 17 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 20 dias
    há 21 dias
    há 23 dias
    há 23 dias
    há 23 dias
    há 24 dias