Análise: Vasco abre a fase de grupos com derrota em casa

Cruzmaltino não encaixou um sistema de jogo e não levou perigo ao gol defendido por Johnny Herrera

Análise: Vasco abre a fase de grupos com derrota em casa
A noite não foi muito boa para o aniversariante Zé RicardoFoto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Focado para o jogo mais importante da temporada até aqui, o Vasco recebeu a Universidad de Chile nesta terça-feira (13) em São Januário e viu os chilenos levarem os três pontos dentro de casa. 

Escalado em um já conhecido 4-2-3-1, o Vasco foi bem cauteloso nos primeiros dez minutos. Talvez pela ansiedade da estreia. Depois desse período, o cruzmaltino começou a ficar mais com a bola, trocando passes, mas nada que assustasse a 'LaU'. 

O time visitante jogou em um 3-4-3, se defendendo com 5 jogadores, os alas apoiavam os lados do campo, lembrando muito a forma como os times italianos jogavam antigamente. O Vasco foi muito pouco criativo para furar esse bloqueio. Wagner, responsável por essa função, foi o pior jogador da primeira etapa, errou vários passes bobos e deu a vaga para Paulinho no intervalo. 

Segundo tempo e bolas longas

Logo no primeiro lance de ataque do segundo tempo, Paulinho foi lançado, mas estava impedido. Ali já dava indícios de como seria o segundo tempo do time na parte ofensiva, basicamente bola enfiada para Paulinho e Rildo se virarem nas pontas, explorando a velocidade de ambos.

O Vasco tentava de todas as maneiras atacar a zaga bem postada da Universidad de Chile, Paulinho entrou para triangular no lado direito ao lado de Yago Pikachu e infernizar Rafael Vaz, que teve a vida tranquila no primeiro tempo marcando o Wagner. 

Substituição que mudou a partida

Aos 23 minutos do segundo tempo, Zé Ricardo sacou Desábato da partida, um erro que custaria caro para o time. Comprometendo toda a parte defensiva, deixou um buraco no setor defensivo do time, onde o time chileno soube explorar muito bem. Andrés Rios entrou em seu lugar. 
 

Com a saída de Desábato, a LaU explorou o lado esquerdo do Vasco 
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

 
Nesta altura do jogo, a Universidad de Chile já mostrava que seu ataque era todo no lado esquerdo, aproveitando o forte físico do experiente Beausejour. Minutos antes do gol, o atacante Araos recebeu pela esquerda, invadiu a área, driblou Paulão e bateu rasteiro no lado direito de Martín, o goleiro buscou no cantinho. 

E foi por lá que o gol do time de Santiago saiu, em outra jogada pela esquerda. Dessa vez o erro do Vasco foi pior, já que o gol saiu em jogada de lateral, novamente Beausejour no ataque, lateral cobrado e Araos invade a área e bate por baixo de Martín Silva. Erro coletivo do time, Paulão não deu combate e a bola era defensável. 
 

O jovem Evander foi vaiado pela torcida no fim do jogo quando encostou na bola
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

 
O próximo jogo do Vasco é um clássico contra o Botafogo neste domingo (18), às 16h. Zé Ricardo terá dificuldade para saber como vai montar o time, se vai continuar com esse esquema ou vai optar por o que ele utilizou contra o Fluminense com três zagueiros. As próximas partidas pela Libertadores serão fora de casa, Cruzeiro no Mineirão dia 4 de abril e Racing em Avellaneda dia 19 de abril.