Arnaldo Barros esclarece situação financeira e mantém posição sobre participação do Sport no Nordestão
Presidente Rubro-Negro concedeu entrevista para esclarecer alguns pontos do clube. FOTO: Divulgação / Sport Club do Recife

Pelo seu segundo ano consecutivo, o Sport não participará da Copa do Nordeste. Em coletiva realizada na tarde desta sexta-feira (23), o Presidente do clube, Arnaldo Barros, informou o não reconhecimento do regulamento do campeonato regional e negou convite para a disputa da taça no ano de 2019. Equipe soma três títulos das cinco finais que disputou, tendo seu último título no ano de 2014.


Assim como em 2018, o clube Leonino optou por abdicar da participação no Nordestão. Segundo o Presidente da equipe, não receberam convite para disputar o torneio no próximo ano. “Eu não fui convidado, eu nem sequer conheço o regulamento da Copa do Nordeste de 2019. Vocês perguntaram ao Central se o Central vai participar? Por que estão perguntando ao Sport? O Sport não é da liga (do NE), o Sport não está na Copa do Nordeste, não tenho sequer obrigação de conhecer, e não conheço, o regulamento que prevê a próxima competição. Não recebi nenhum convite, não recebi nenhum ofício da CBF”, disse o Presidente.

Arnaldo Barros ainda ressaltou que assim como no Leão, outras equipes estão tendo as mesmas conclusões a respeito das cotas distribuídas para os clubes no campeonato da região nordeste, e que a disputa é inviável para as equipes. “O Sport está fora. Expliquei por que saí e não me arrependo. E agora outros clubes estão chegando à mesma conclusão. Há, efetivamente, duas inviabilidades: uma financeira e outra desportiva. ”, comentou Arnaldo. 

“Assistimos ao Náutico e ao Santa Cruz tendo que jogar quatro jogos em dez dias, desrespeitando as 66 horas (de intervalo de um jogo a outro), e a CBF fechando os olhos para isso. Os clubes colocando time misto. Se o Sport fizesse isso, seríamos ferrenhamente cobrados não podemos nos dar ao luxo de ficarmos irregulares. ”, finalizou sobre o assunto o dirigente do Sport.


A equipe ainda fechou o calendário do ano de 2018, com uma baixa de 34% de partidas disputadas em relação ao ano passado. Com apenas 53 compromissos, a equipe leonina não poderá reclamar de falta de descanso e evitará problemas de desgaste físico na qual enfrentou no ano anterior onde disputou 80 partidas durante a temporada.

Atraso salarial


Em relação à crise financeira, o Presidente negou existir crise e que o clube pernambucano está na mesma situação que outros clubes brasileiros, que enfrentam dificuldades orçamentárias, com exceção de Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e Palmeiras que tem os elencos mais caros do país.  A cúpula do Leão ainda falou sobre pendências salariais de jogadores e funcionários do clube e negou atrasos, mas reconheceu a existência de dívidas com jogadores que são referentes à 13º salário de remanescentes e dois meses de imagem. "Se perguntam se o Sport tem atrasos, não tem. Tínhamos com os atletas até a semana passada uma folha atrasada, pagamos. Agora se você me pergunta sobre outros tipo de remuneração, aí tem imagem, que são contratadas com empresas. Se me perguntam se temos atrasos em imagem, sim. O 13º dos atletas também estão atrasado e fizemos propostas de pagamentos." , disse o comandante do Sport.

Já Gilberto Beltrão falou em desafio para contratações mesmo com os gastos já reduzidos. “Por exemplo, temos 30% a menos de recursos do que no ano passado. Estamos gastando 25% a menos, temos que reduzir mais ainda esse gasto e ainda contratar. Como é que faz? Esse é o nosso desafio. Temos três semanas para executar até o início do Brasileirão”, disse o vice-presidente do Sport.

Elenco


Arnaldo confirmou uma possível conversa de reformulação do elenco para o restante da temporada, e falou sobre diminuição de gastos e desafio de contratações. “Foi uma conversa normal para planejar essa reformulação. Não houve decisão de quem sai e quem fica como as pessoas estão querendo saber, mas já na semana que vem estaremos comunicando aos que não farão mais parte do elenco. ” , explicou.

O dirigente falou sobre a chegada de quatro reforços, três deles vindos do Internacional: Os já especulados, Zagueiro Ernando, lateral-direito Cláudio Winck e o meia Andrigo. Já o jovem volante de 19 anos, Nonoca vem do Cruzeiro. Vindos por Empréstimo até o final da temporada. "Os três jogadores do Inter eu pagaria com o salário de Rithely, com esse problema no tornozelo de Rithely, teremos que desembolsar os valores por enquanto", afirmou.

Beltrão falou sobre interesse no atacante Gilberto, Ex-São Paulo e com passagem também no Clube Leonino, que está no Campeonato Turco. E também informou conversa com o lateral-esquerdo do Atlético Mineiro, Danilo Barcelos. Mas sobre saídas, negou que já tenha alguma decisão e evitou comentar sobre casos específicos e comentou dificuldade para contratar no mercado da bola. “Eu não gostaria de falar de nomes por enquanto. Na reformulação há chegadas e saídas, mas não decidimos isso ainda. Não é fácil contratar hoje em dia. O mercado está muito ruim e supervalorizado. Vamos tentar aproveitar esta reta final dos estaduais para conseguir algo”, finalizou.

 

Novela André

Questionado quanto a saída do André para o Grêmio, Arnaldo demostrou insatisfação com o ex-atacante rubro-negro e disse que o atacante valia mais do que o valor que foi negociado. "Claro que não agradou a forma como ele quis sair do Sport. Resgatamos o atleta, fizemos o maior investimento do clube. Assinamos por cinco anos e ele com menos de um ano quis sair dessa forma. Ele não entendeu que vale muito mais do que o Grêmio ofereceu.", comentou Arnaldo.

 

Caso Diego Souza

Sobre a venda do meia Diego Souza, Arnaldo chegou a revelar o tal valor da multa rescisória do ex-meia do Leão e garantiu que não perderá nenhuma quantia ao Fluminense. "No atual momento, ninguém tem condições de comprar à vista. Diego e André foram vendidos parcelados, em cinco ou seis vezes ambos. Não sei exatamente. Mas ou era assim ou não havia venda. Agora eu posso dizer: a multa de Diego Souza era de R$ 90 milhões para o Brasil e 60 milhões de euros para fora. Agora, claro que esses valores são negociáveis, como foi. Já recebemos sim um valor do São Paulo já e conseguimos ajudar a sanear parte do clube. Sobre o restante do pagamento, posso mostrar o contrato, que garante que o São Paulo vai pagar tudo. Não estamos devendo nada ao Fluminense.", concluiu o assunto.

 

Rithely

Sobre o volante Leonino, Arnaldo esclareceu o caso sobre a lesão no tornozelo e garantiu que o acordo continua firmado entre as equipes, inclusive, com os jogadores que foram cedidos na negociação. "O caso de Rithely: ele está emprestado até o final de 2019 ao Internacional. O Sport vai pagar o salário dele até o tratamento acabar (lesão no tornozelo), o que deve demorar de três a quatro meses. Tem um limite. Os jogadores do Inter estão vindo com salários dividido por nós e Internacional.", finalizou.

 

VAVEL Logo